Observadores de aves de Foz do Iguaçu integram evento mundial

Fabrício e Hipólito em campo para observação de aves - Foto: Divulgação

Os registros alimentam site de ciência cidadã em que usuários de todo o mundo cadastram as listas das espécies de aves que observam.

Parte da diversidade de espécies de aves em Foz do Iguaçu integrou o October Big Day, maratona de observadores do mundo todo, em 24 horas, com registros feitos do local em que as pessoas se encontram. O evento ocorreu no começo deste mês e também marcou o segundo Fim de Semana Global das Aves e o Dia Mundial das Aves Migratórias.

Observadores iguaçuenses enfrentaram a chuva para observar pássaros e aves da fauna regional. O material alimenta o eBird, portal de ciência cidadã em que usuários cadastram as listas das espécies de aves que observam, usado por milhões de pessoas e que pode ser acessado no site ou aplicativo para celulares.

O Brasil ficou com a 4º colocação no October Big Day, com 1.456 listas e 1.081 espécies, de um total de 1.971 que ocorrem no país, segundo a relação do Comitê Brasileiro de Registros Ornitológicos (CBRO).No país, o Paraná ficou em 9º lugar, com 86 listas completas e 282 espécies registradas, o que representa 37,9% do total existente no estado.

O eBird “permite compilar os avistamentos de todos os voluntários em uma única lista massiva do October Big Day”, destaca o informe distribuído pelo grupo de observadores de aves de Foz do Iguaçu. E também “coleta os dados para os cientistas usarem para entender melhor os pássaros e as suas áreas de ocorrência”, completa.

Foz do Iguaçu dispõe de locais privilegiados para a arte da observação de aves, apesar da redução dos fragmentos florestais na área urbana da cidade. De forma periódica, os observadores locais produzem e difundem seus registros, estimulando outras pessoas à prática e promovendo a conscientização sobre a importância da relação entre o ser humano e a natureza, e a proteção ambiental.

O Amarelinho do Junco captado pelos observadores de Foz – Foto: Divulgação
Alegrinho respousa na vegetação em um dia de chuva – Foto: Divulgação
Luciana, Fabrício e Hipólito, observadores iguaçuenses, em busca dos registros – Foto: Divulgação
Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Paulo Bogler - H2FOZ tem 1450 posts e contando. Ver todos os posts de Paulo Bogler - H2FOZ

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.