Os incêndios provocaram muita devastação no Paraguai. O Parque Cerro-Corá foi um dos atingidos, mas as chamas já estão controladas. Foto Agência IP

Chuva foi fiasco, em Foz. Mas no Paraguai apagou incêndios

O número de focos de incêndios no país, que deixavam o céu cinza aqui, caiu 10 vezes.

A chuva era mais do que bem-vinda, era quase um sonho para os paranaenses. Mas veio tímida, sem o alarde propagado pelo Inmet com seu “alerta laranja”.

Até meados da tarde desta quinta-feira, 26, o volume de chuva não chegou a 10 mm, segundo o Simepar. Chuva boa, mas a gente precisa de mais, bem mais.

Ali no Paraguai, foi bênção: os 235 focos de calor espalhados pelo país diminuíram para apenas 12, nas últimas 24 horas.

Até a “Besta 21” foi aplacada.

Este apelido foi dado ao incêndio florestal de grande magnitude, que começou na Bolívia e estava entrando fortemente no Paraguai. O apelido dá uma ideia do risco que isso representava.

Besta domada, a chuva fez seu serviço aqui e ali. Ficaram focos em alguns pontos, como no departamento de Alto Paraguai e Presidente Hayes.

Os reflexos aparecem – ou ainda vão aparecer – nos céus de Foz do Iguaçu. Ainda persiste em parte a névoa seca, mas o que está deixando o céu escuro são mesmo as nuvens. A fumaça das queimadas vai desaparecer logo.

E COMO FICA?

Esta quinta deveria ser de muita chuva em Foz, de acordo com a maioria das previsões. Mas não foi.

O que os meteorologistas acertaram, por unanimidade, foi na queda da temperatura, que caiu já no final de quarta-feira.

Agora, quase 16h, os termômetros oficiais marcam 16,5 graus. Fresquinho. Ou frio, para alguns.

E fica mais ou menos assim no final de semana. Vamos aos prognósticos:

Simepar: mínima de 10 graus na sexta-feira, máxima de 24; no sábado e no domingo, mínimas de 16 e 18 graus e máximas de 25 e 28 graus, respectivamente.

AccuWeather: mínima de 15, máxima de 25 graus na sexta. Sábado e domingo com mínimas de 17 e 16 e máximas de 25 e 28 graus.

Inmet: na sexta, mínima de 14 e máxima de 27 graus. Sábado e domingo com mínimas de 15 e 16 e máximas de 25 e 30 graus, respectivamente.

Climatempo: mínima de 12 e máxima de 24 graus, na sexta. Pro sábado, 15 e 14 graus; e no domingo, 16 e 28 graus.

CPTEC/Inpe: mínima de 11, máxima de 18 graus, nesta sexta. No sábado, 12 e 23 de máxima. E no domingo, a temperatura oscila entre 15 e 28 graus.

Tempo Agora: temperaturas entre 11 e 24 graus, nesta sexta; entre 15 e 24 graus no sábado; e entre 15 e 26 graus no domingo.

Tudo muito parecido, com alguma variação meio exagerada aqui e ali, pra mais ou pra menos. Mas está valendo.

E CHUVA?

Menos fumaça, mais nuvens. O inverno voltou com cara de inverno, em Foz. Foto Marcos Labanca

Aí vem a grande questão. Que choveria nesta quinta, todos acertaram. Mas as variáveis mudam, porque a frente fria já está passando pelo Paraná rumo ao Sudeste do País. Foi ela que trouxe a chuva e o frio. Sem ela, fica mais difícil prever se chove ou não.

Pra se ter uma ideia, os serviços Climatempo e Inmet preveem pancadas de chuvas já no sábado.

O Simepar vê chuva no domingo.

Para o AccuWeather e o Tempo Agora, sem chuva à vista. Idem pro CPTEC/Inpe, para o qual esta possibilidade, nos próximos dias, é de apenas 5%.

A secura terá novo capítulo, em Foz.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 991 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.