Temporal provocou problemas na fronteira. Mas sem gravidade

Cena bem rara nos últimos tempos: uma rua alagada, em Foz. Foto Patrícia Iunovich

O alerta do Inmet valeu. Mas, felizmente, não há registro de nada trágico.

Nos três lados da fronteira – Foz, Puerto Iguazú e Ciudad del Este – a chuvarada e os ventos provocaram problemas, desde a madrugada desta terça-feira, 14.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Em Foz do Iguaçu, nada de grave aconteceu. A não ser a rotina de árvores que não se aguentam sobre a própria raiz e despencam, desta vez sem causar prejuízos, segundo a Defesa Civil.

Em Alto Paraná, também caíram árvores e houve danos em uma escola de Aoto Verá, destelhamento de uma casa em Minga Guazú e de outra em Yguazú.

O pior foi a queda de postes da Ande sobre a Supercarretera, que prejudicou parcialmente o trânsito até serem removidos.

A queda de árvores sobre postes de energia, principalmente, provocou cortes de luz. Houve alguns danos materiais e apagões, de acordo com La Clave e Última Hora.

Em Puerto Iguazú, grande parte da cidade ficou sem luz, devido a uma avaria provocada numa das linhas pelo vendaval.

As nuvens dizem tudo: chuva continua a qualquer hora.Foto Patrícia Iunovich

Mas a chuva não vai parar tão cedo. E pode chover de novo nos próximos dias.

Veja como fica a previsão:

“O 11 e o 7 de setembro na fronteira”
Guarê – Podcast do H2FOZ

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.