Reforço do Porto, Pepê fala sobre sua nova vida em Portugal

Zagueiro Pepe foi anunciado como reforço do Porto (Foto: Divulgação/Porto)

Após passagem pelo Foz FC, o atacante teve seu auge no Grêmio e chamou a atenção do Porto. Após alguns meses na Europa, Pepê falou sobre o início de trabalho em sua nova equipe.

Com passagem pelo Foz entre 2015 e 2016, Pepê agora veste uma das maiores camisas da Europa. Ao embarcar para Portugal no segundo semestre de 2021 depois de assinar com o Futebol Clube do Porto, o atacante iguaçuense deu início à sua trajetória no Velho Continente. O jogador ainda tem um longo caminho a percorrer e os torcedores podem aproveitar muito. Clique aqui e fique por dentro das melhores dicas para se divertir mais.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Até o mês de novembro, Pepê marcou um gol nos nove jogos que disputou no Campeonato Português e também já participou de três jogos na Liga dos Campeões. Em plena adaptação, o antigo jogador do Foz conversou com a Revista Dragão para falar sobre o novo momento da carreira.

“O FC Porto é um grande clube. É um clube onde todo o elenco te abraça desde o momento em que chega. A cidade te recebe muito bem, é algo que dá muita tranquilidade para podermos fazer o que melhor sabemos, que é jogar futebol”, declarou o jogador.

Em alguns dias, depois de cumprir quarentena por conta da viagem, Pepê destacou a diferença entre o futebol brasileiro e o português: “Acho que a intensidade e a força. Aqui usam muito a força física e a intensidade é muito alta. Lá no Brasil também existe, mas não é tão alta como aqui em Portugal. O mister Conceição cobra bastante. Não vou dizer que estou a ter dificuldades, mas é algo que cansa bastante. Isso é bom, nos torna melhor todos os dias”.

Já sobre o padrão de jogo europeu, Pepê falou de outra diferença clara. De acordo com o atacante, o tempo de jogo útil, com bola rolando, é muito maior em relação ao do futebol sul-americano.

Destro, Pepê disse que jogar no lado esquerdo do ataque facilita o desenvolvimento de seu futebol e apresentou seu perfil como atleta: “Jogo com o pé direito e posso ir para dentro tendo toda a visão do jogo. Uso bastante a velocidade, o drible e a finalização”. Entretanto, o antigo ponta do Grêmio também não terá vida fácil para se tornar titular absoluto do Porto. Otávio, jogador revelado pelo Internacional, Jesus Corona e Luis Díaz, jogadores da seleção mexicana e colombiana, respectivamente, são alguns dos nomes que jogam na mesma posição de Pepê. Entretanto, o atacante mostrou humildade quando questionado sobre a titularidade: “Estou aqui para ajudar, independentemente de começar ou não. Espero poder ajudar meus companheiros, me dedicar cada vez mais e corresponder dentro do campo. Se for a escolha do treinador, vou dar o meu melhor”, concluiu

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

NEGÓCIOS

Esta página faz parte da seção Negócios e não integra o conteúdo jornalístico do H2FOZ.