Homem vai a julgamento no Paraguai por “estuprar” e maltratar galinha

O julgamento começou na segunda-feira e será concluído na quinta, com possível pena para o acusado. Foto: Última Hora

É o primeiro caso contra uma ave que vai a juízo oral e público, no país.

O Tribunal de Sentença de Caacupé, cidade a 57 km de Assunção, está julgando pela primeira vez na história do Paraguai um homem acusado de zoofilia contra uma galinha.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

O acusado, conforme a denúncia, infringiu a Lei de Proteção e Bem-Estar Animal, segundo a notícia publicada na edição on line do jornal Última Hora.

O caso chegou ao conhecimento da Justiça depois de processo aberto pela promotora Zulma Benítez, com base em denúncia feita pela Diretoria Nacional de Defesa Animal e Bem-Estar Animal, que resgatou a galinha em julho do ano passado.

A ave estava em estado crítico, por abuso sexual e maltrato físico generalizado.

Batizada como Cococha, a galinha foi colocada para adoção pelos funcionários da instituição.

Cococha, já adotada, vítima de maus tratos e até de abuso sexual. Foto: Defesa Animal do Paraguai

ATÉ QUINTA

O julgamento, já chamado de “histórico” pela Diretoria de Defesa Animal, em publicação no Instagram, começou na segunda-feira, 14, e termina na próxima quinta-feira, quando deve sair a condenação ao acusado.

Última Hora confirma que se trata do “primeiro caso de um animal ovíparo que chega a estas instâncias da Justiça paraguaia”.

A Defesa Animal do Paraguai comemorou no Instagram o julgamento, com publicação que recebeu comentários elogiosos e muitas curtidas.
Veja o texto:

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.