Paraguai prorroga decreto com medidas sanitárias contra a covid-19

Documento estende as normas anteriores até 18 de janeiro - Foto: Agência IP
Siga a gente no

Normativa do governo federal é válida em todo o território paraguaio; acesse o documento na íntegra.

O governo federal do Paraguai estendeu até 18 de janeiro a validade das medidas sanitárias específicas de enfrentamento da pandemia de covid-19 no país vizinho. O Decreto nº 6.563, dessa terça-feira, 4, foi assinado pelo presidente Mario Abdo Benítez.

A norma estabelece a manutenção das disposições sanitárias anteriores, resume a governamental Agência IP de informação. Com efeito, reforça o uso obrigatório de máscaras de proteção em lugares fechados e em vias públicas, bem como no transporte público.

Comércios, indústrias, escritórios e centros de trabalho e serviços devem operar com ambientes ventilados, implementando a higienização das mãos entre as equipes e o uso permanente de máscara. Na gastronomia, além dessas medidas, deve-se priorizar o atendimento ao ar livre e mesas com distanciamento de 1,5 metro.

Segundo o documento do governo paraguaio, serão incentivadas as modalidades de venda por entrega em domicílio ou delivery. Ainda será estimulado o sistema de passar e retirar os produtos nos estabelecimentos, evitando a permanência nos locais.

Os encontros e as atividades em residências particulares devem reunir no máximo 25 presentes. As instituições educativas precisam seguir o protocolo de medidas de segurança sanitária aprovado pelo Ministério da Saúde do Paraguai.

Conforme o último informe epidemiológico, o Paraguai soma 470 mil contágios por covid-19, a partir de março de 2020. Desde o final do ano, o país registra crescimento do número de casos da doença, com 1.021 novos diagnósticos apenas em 30 de dezembro do ano passado.

Gostou do conteúdo? Envie para os seus amigos na rede!

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

-->