Contra Bolsonaro: manifestação em Foz critica inflação, desemprego e fome

Manifestantes distribuíram panfletos em bairros populares para marcar o Dia da Independência na cidade.

Foz do Iguaçu integrou os municípios brasileiros e capitais com protestos contra o presidente Jair Bolsonaro. Os manifestantes realizaram atividades em bairros populares para marcar o Dia da Pátria, na segunda (6) e terça-feira (7).

LEIA TAMBÉM
Dia da Independência tem ato de apoio a Bolsonaro em Foz do Iguaçu

Eles distribuíram panfletos no comércio e semáforos da Vila Portes, no Porto Meira, Morumbi e Jardim São Paulo. Assinado pela Unidade Sindical e Popular, o material responsabiliza o presidente pelo aumento da inflação que tem levado milhares de brasileiros à situação de fome e miséria.

Panfletagem para passageiros de ônibus na Avenida República Argentina, em Foz – Foto: Divulgação

O documento destaca os sucessivos aumentos de vários produtos, como carne, arroz, feijão, café, gasolina, diesel e gás de cozinha. O panfleto critica ainda o crescimento do desemprego e o que se considera má gestão da pandemia: demora na vacinação e mais de 560 mil mortes por covid-19.

A panfletagem, que destaca ainda as acusações de corrupção no governo e na família Bolsonaro, foi organizada por trabalhadores e estudantes que integram movimentos sociais, coletivos populares e sindicatos de Foz do Iguaçu.

“O governo ‘Bolsocaro’ quer que gente celebre o 7 de setembro apoiando sua política. Mas e o custo de vida? E o preço da carne, do arroz, da luz, do gás, da gasolina? E o desemprego? E a saúde? E a educação? E a nossa vida?”, descreve o documento entregue pelos manifestantes.

Manifestantes criticaram o preço da carne, do arroz, da luz, do gás, da gasolina e o desemprego – Foto: Divulgação

“Bolsonaro está tentando criar fatos e dividir a nação, utilizando símbolos nacionais que são de todos, para distrair o povo brasileiro e esconder o desastre que é o seu governo”, denuncia Diego Valdez, da Unidade Sindical e Popular de Foz do Iguaçu.

“O Brasil está atolado em uma crise em que os trabalhadores estão perdendo direitos e com dificuldades para até mesmo garantir o alimento para sua família por causa do alto custo de vida resultado da política econômica de Bolsonaro”, critica.

As atividades contra Jair Bolsonaro incluem um sarau promovido pelo Centro de Direitos Humanos e Memória Popular de Foz do Iguaçu. O evento marca o “Grito dos Excluídos”, que nacionalmente chega à 27ª edição, sendo puxado pela Pastoral Operária em conjunto com parceiros locais.

Cartazes destacam denúncias de corrupção que recaem sobre família Bolsonaro - Foto: Divulgação
Cartazes destacam denúncias de corrupção que recaem sobre família Bolsonaro – Foto: Divulgação

Óia a onça, ops, não, OUÇA:
Guarê – Podcast do H2FOZ

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Alexandre Palmar - H2FOZ

Alexandre Palmar é jornalista em Foz do Iguaçu. E-mail: [email protected] Veja mais conteúdo do autor.

Alexandre Palmar - H2FOZ tem 128 posts e contando. Ver todos os posts de Alexandre Palmar - H2FOZ