Gilmar Piolla deixa prefeitura e retorna para Itaipu Binacional

O jornalista Gilmar Piolla retorna nesta terça-feira, 1º, aos quadros da Itaipu Binacional, deixando a Secretaria de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos de Foz do Iguaçu. Em seu retorno à empresa, ele está à disposição do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), onde irá reforçar a equipe que atua na área de inovação e atração de novos negócios.

“Foram três anos e sete meses de muito trabalho, conquistas e legados. Uma história construída com determinação e muitas parcerias. Mas chegou a hora de sair de cena, de encerrar um ciclo. Foi uma experiência enriquecedora servir à população de Foz do Iguaçu e à Gestão Integrada do Turismo. Acredito que cumprimos fielmente a missão e que o melhor ainda está por vir”, afirmou.

Segundo ele, Foz do Iguaçu registra expressivo desenvolvimento nos últimos anos, com investimentos públicos e privados em projetos já anunciados ou em andamento, e que irão acontecer entre 2018 e 2023. “Melhoramos o ambiente de negócios e destravamos a agenda de desenvolvimento, não só do turismo, mas da diversificação da nossa matriz econômica”, disse.

Os investimentos vão desde a modernização da infraestrutura da cidade até a ampliação do seu famoso complexo turístico, concessões públicas e ampliação do polo logístico e de serviços. Somente a Itaipu Binacional está investindo perto de R$ 1 bilhão em obras de infraestrutura, em parceria com o Governo do Paraná e a Infraero.

São investimentos na Ponte da Integração Brasil – Paraguai, que vai ligar Foz do Iguaçu a Presidente Franco, no país vizinho; Perimetral Leste para desviar o trânsito de caminhões do centro da cidade; ampliação da pista de pouso e decolagem do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu e duplicação da Rodovia das Cataratas, entre outras obras estratégicas bancadas com recursos da usina binacional.

A esses investimentos se somam os da Infraero, na repaginação do terminal de passageiros do aeroporto, do Governo do Paraná em viadutos e trincheiras da BR-277, além dos investimentos da Prefeitura Municipal em asfaltamento de ruas, drenagem urbana e demais obras públicas.

“Foz do Iguaçu vive um “boom” de investimentos públicos e privados e será a bola da vez no turismo do Brasil e da América do Sul. Nunca houve uma sinergia tão boa entre o poder público e a iniciativa privada, entre a Prefeitura Municipal, a Itaipu Binacional, o Governo do Paraná e o Governo Federal”, afirma Piolla.

De acordo com o secretário, “os investimentos da Itaipu Binacional em obras de infraestrutura vão preparar a cidade para se tornar o destino número um do Brasil para turistas estrangeiros ao final da próxima década e para que o Aeroporto se transforme em hub aéreo do Mercosul e Países Andinos, com voos sem escala para Estados Unidos e países europeus”.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.