Projeto obriga estabelecimentos com alta circulação de pessoas a divulgar serviço Disque Denúncia 181

Proposta em tramitação na Assembleia Legislativa é um reforço no combate ao crime no Paraná com a divulgação do serviço de denúncia anônima de crimes.

Da Assembleia Legislativa do Paraná

Para ajudar no combate e na prevenção aos crimes e contravenções no estado, um projeto de lei (600/2020) que tramita na Assembleia Legislativa do Paraná pretende tornar obrigatória a divulgação do Disque Denúncia 181, o serviço da Secretaria de Segurança Pública do Paraná (SESP) que funciona como um canal direto de informações prestadas anonimamente pelos cidadãos.

Proposto pela deputada Cristina Silvestri (CDN), o projeto é um reforço para que os órgãos competentes tenham sucesso na prisão de criminosos e na apreensão de materiais ilícitos, assim como a busca por fugitivos da Justiça e de pessoas desaparecidas.

O objetivo é que a divulgação por cartazes com as informações do serviço seja feita em bares, restaurantes e casas de show; hotéis, pousadas e pensões; clubes e associações; postos de combustíveis, rodoviárias e até em veículos de transporte público, como ônibus, táxis e carros de aplicativos.

A parlamentar argumenta na justificativa da matéria que “a intervenção da comunidade, por meio de denúncias aos órgãos competentes, é uma das formas mais eficientes para reduzir a criminalidade, e para isso a população deve conhecer os canais de denúncia. Pois, principalmente crianças e idosos não possuem conhecimento deste serviço”.

Disque Denúncia – O Disque Denúncia 181 foi criado por Decreto Estadual (nº5494/2016) para concentrar, analisar e processar denúncias anônimas de crimes e contravenções no Paraná. Ao ligar para o 181, a denúncia é registrada e encaminhada aos órgãos responsáveis pela resolução e melhor tratamento dos fatos denunciados e a identidade do denunciante é mantida em sigilo.

A ligação pode ser feita de qualquer telefone, até mesmo o de sua casa ou do seu celular, pois suas informações serão colocadas em total e absoluto sigilo. A chamada é gratuita e pode ser feita de qualquer município do estado do Paraná.

A recomendação é de que ao se realizar uma denúncia, se levante o máximo de informações sobre o autor do crime como nome, apelido e o local e horário em que os crimes acontecem. É importante também se há mais pessoas envolvidas nos crimes e os veículos usados. A Secretaria de Segurança frisa que quanto mais detalhes, melhor o trabalho que a polícia prestará na solução.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.