A fila não andou. Mais de 16 mil moradores de Foz não tomaram a 2ª dose da vacina contra a covid-19

Orientação é para que as pessoas procurem a unidade básica de saúde pereto de casa - Foto: Fiocruz

Jovens e adultos até 34 anos somam o maior público com a aplicação pendente; é baixa a procura de idosos pela dose de reforço.

A Secretaria Municipal da Saúde acaba de informar que 16,6 mil moradores de Foz do Iguaçu não tomaram a segunda dose da vacina contra a covid-19. Segundo as autoridades sanitárias, para a imunização ser eficaz são necessárias as duas aplicações, seguidas de reforço.

O levantamento é referente ao dia 6 de dezembro. O número é similar ao registro de um mês antes, no começo de novembro, quando 16,4 mil pessoas não haviam completado o ciclo vacinal no município, ainda em conformidade com os dados apresentados pela prefeitura.

Leia também:
A pandemia não acabou: mais de 16 mil pessoas em Foz estão com a segunda dose da vacina em atraso

De acordo com a gestão municipal, jovens com idades entre 20 e 24 anos, e adultos até 34 anos, somam o maior número de pessoas com a segunda dose da vacina ainda pendente. A orientação é para que esse público procure as unidades de saúde em busca do imunizante.

A apuração do órgão de saúde mostra que precisam da segunda dose:
  • 3.138 jovens entre 20 e 24 anos;
  • 2.845 pessoas de 25 a 29 anos; e
  • 2.357 adultos de 30 a 34.

Para receber a segunda dose das vacinas Pfizer e AstraZeneca, o interessado deve dirigir-se à unidade de saúde perto do local de moradia, ou agendar em https://vacinacao.pmfi.pr.gov.br/. Para a segunda dose da CoronaVac, a aplicação é feita no posto de saúde da Vila Maracanã.

Dose de reforço

As pessoas mais idosas também não estão procurando o serviço de saúde para a dose de reforço, busca que está abaixo do proposto pelo poder público municipal, principalmente na faixa etária entre 60 e 64 anos. Mais de 12 mil idosos já poderiam ter recebido a vacinação, ante apenas 620 que buscaram o imunizante de reforço.

Os dados foram divulgados pela Agência Municipal de Notícias (AMN). “A aplicação da terceira dose em toda a população adulta ocorre depois de cinco meses da segunda dose”, informou a agência. Todas as unidades de saúde estão aplicando a dose de reforço, por agendamento ou demanda espontânea.

Vacina pública e gratuita

A vacina contra a covid-19 é adquirida e distribuída pelo Plano Nacional de Imunização, gerido pelo Ministério da Saúde. As doses são entregues às secretarias estaduais de Saúde, que as remetem para as cidades, onde o Sistema Único de Saúde (SUS) faz a aplicação gratuita do medicamento na população, a exemplo de outras vacinas que historicamente são disponibilizadas na rede pública.

(Com informações da Agência Municipal de Notícias)

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

-->