Piso de madeira que seguiria do Paraguai à Espanha continha cocaína

Agentes da Aduana confirmaram a presença de cocaína na carga de pisos de madeira. Foto: Senad

A carga foi retida no dia 16, por agentes da Secretaria Nacional Antidrogas, e aberta hoje.

A suspeita dos agentes da Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai foi confirmada pela Aduana, nesta quarta-feira, 23: uma carga de piso de madeira, retida no último dia 16, contém de fato uma quantidade de cocaína que ainda está sendo verificada.

O piso seria exportado para a Espanha, mas o serviço de inteligência da Senad levantou suspeitas sobre a carga, que estava num contêiner para embarque no porto fluvial de Villeta.

Segundo a Senad, a retenção da carga se deu devido a “altos indícios” de um possível tráfico de drogas à Espanha, conforme o destino da mercadoria.

De acordo com o jornal ABC Color, o piso de madeira tem como procedência a cidade de Caaguazú.

A droga estaria escondida dentro do parquet. A Aduana paraguaia confirmou. Foto: Aduana PY

A ministra da Senad, Zully Rolón, informou que o carrregamento está no nome de uma empresa exportadora que tem como representante um homem de 80 anos, cujo identidade pode ter sido usada para despistar. Da mesma forma, a empresa pode ser de fachada.

A descoberta da droga foi pela pela operação Conexão Espanha, que ocorre em paralelo a outra investigação de grande porte – a maior da história do Paraguai -, “A Ultranza PY”.

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

-->