Dólar supera R$ 5,70 em terceiro dia seguido de alta

Cotação é influenciada pelo debate quanto ao aumento de juros nos Estados Unidos - Foto: Marcello Casal/ABr

Em Foz do Iguaçu, a moeda chegou a ser vendida a R$ 5,80 nas operadoras de câmbio.

O dólar comercial foi vendido a R$ 5,712, uma alta de R$ 0,022 (+0,39%), no fechamento dos mercados, nessa quarta-feira, 5. Foi o terceiro dia seguido de alta da moeda no país.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Leia também: Na maior alta em dois meses, dólar chega à cotação de R$ 5,66

Em Foz do Iguaçu, operadoras de câmbio chegaram a vender o dólar a R$ 5,80. A moeda tem impacto sobretudo no comércio de importados de Ciudad del Este (Paraguai), que adota essa divisa para determinar os preços das mercadorias.

Segundo os analistas, a oscilação para cima reflete o endurecimento do Federal Reserve (Fed), o Banco Central estadunidense, quanto ao aumento de juros no país. A Agência Brasil (ABr) afirmou que o movimento do Fed causou uma “turbulência no mercado financeiro global”.

Na menor cotação do dia, a moeda chegou a R$ 5,64. O Banco Central do Brasil não interferiu, somente “leiloou contratos de rolagem (renovação) de swaps cambiais, que funcionam como venda de dólares no mercado futuro, sem colocar contratos novos”, detalhou a ABr.

Além da alta do dólar, a movimentação no campo das políticas econômicas dos Estados Unidos também fez a Bolsa de Valores cair. Esse cenário é atribuído à divulgação da ata da última reunião do Fed, em 14 e 15 de dezembro.

“Os diretores [do Fed] disseram que o mercado de trabalho norte-americano está pressionado”, reportou a Agência Brasil. Esse pode ser um sintoma de que o órgão pode antecipar o aumento de juros, previsto para o próximo mês de março.

Quando o Banco Central dos Estados Unidos ou outras economias mais fortes elevam as taxas de juros, ocorre a retirada de recursos de países emergentes, a exemplo do Brasil. Os investidores preferem comprar títulos do Tesouro estadunidense, tidos como mais seguros.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.