Energia solar: Foz do Iguaçu está na lista das 15 cidades com mais projetos

Em quatro anos, número de conexões cresceu mais de 800% na cidade, a segunda da Região Sul com mais instalações.

Apoie! Siga-nos no Google News

As placas fotovoltaicas “pintam” os telhados de Foz do Iguaçu de azul. O equipamento, responsável pela conversão da luz do sol em energia elétrica, é cada vez mais comum no alto de residências e estabelecimentos comerciais. A cidade é a 11.ª do Brasil em potência instalada e número de projetos de geração distribuída utilizando a fonte.

Reportagem Especial: Energia Solar

A decisão de aproveitar os dias ensolarados para a produção de energia ganhou mais adesão dos iguaçuenses principalmente nos últimos cinco anos. De acordo com dados da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), somente entre 2018 e 2022, o salto foi de mais de 800% no número de instalações anuais.

Atualmente, em Foz são mais de 11 mil unidades conectadas à rede da Copel. A maioria dos projetos está instalada em residências (85,2%), mas também há registro de ligações no setor comercial (9,6%), rural (2,8%), industrial (2,3%), poder público (0,04%) e serviço público (0,02%). Juntos, esses sistemas totalizam 96.348,83 quilowatts (kW) de potência instalada. O volume é superior ao encontrado, por exemplo, em São Paulo (SP), a maior cidade do país.

Tanto no ranking de instalações quanto no de potência instalada, Foz do Iguaçu aparece entre as 15 do Brasil. A Terra das Cataratas está à frente de diversas capitais, ocupando a segunda colocação na Região Sul, atrás apenas de Florianópolis (SC), a líder nacional.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.