Dados são do Caged, divulgados nesta terça-feira, 16 - Foto: Marcello Casal/ABr

Foz do Iguaçu tem saldo de 415 empregos formais em janeiro

No primeiro mês do ano, foram 2.469 admissões e 2.054 demissões; serviço e comércio lideram contratações.

O Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgado nesta terça-feira, 16, mostra que Foz do Iguaçu teve saldo de 415 empregos formais em janeiro deste ano. O balanço é favorável em relação ao mesmo mês de 2020, quando houve perda de 85 postos de trabalho.

Leia também:

Foz perdeu 4,4 mil empregos diretos e com carteira assinada em 2020

O resultado obtido no último mês de janeiro é decorrente de 2.469 admissões e 2.054 demissões. Os segmentos de serviços – que inclui o turismo – e comércio lideram as contratações. Somente o setor agropecuário apresentou saldo negativo.

Empregos gerados por setor (*):

serviços (inclui turismo): + 215;

comércio: + 100;

construção: + 80;

indústria: + 22; e

agropecuário: – 2.

Em dezembro do ano passado, o município havia gerado 377 vagas com carteira assinada. Ao longo de 2020, Foz do Iguaçu perdeu 4.463 empregos formais diretos, sendo 27.234 demissões e 22.771 admissões de trabalhadores.

Na Região Oeste, destacaram-se na geração de empregos, em janeiro de 2021, Cascavel, com 1.289 vagas criadas, ocupando o terceiro lugar no ranking estadual, e Toledo, com 510 ocupações de saldo. O município de Medianeira gerou 183 postos formais.

O Paraná teve saldo positivo de 24.342 postos de trabalho, o quinto melhor resultado do país em janeiro – ante 18.201 empregos gerados em janeiro de 2020. Em todo o estado, as cidades com melhor saldo de empregos, pelo Caged, são:

Curitiba: 5.624 novas vagas em janeiro de 2021;

Londrina: 1.333;

Cascavel: 1.289;

Maringá: 1.139; e

Ponta Grossa: 742.

* Fonte: Caged

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Paulo Bogler - H2FOZ tem 1175 posts e contando. Ver todos os posts de Paulo Bogler - H2FOZ