Feriadão de Páscoa promissor na fronteira trinacional

Atrativo internacional recebe pessoas do Brasil e de vários países - Foto: Edison Emerson

Depois de um período difícil e de um ano que começou cheio de incertezas por causa do cenário sanitário, o feriadão da Semana Santa pode trazer alento para a economia das cidades das Três Fronteiras. Foz do Iguaçu, Ciudad del Este e Puerto Iguazú depositam grandes expectativas neste tempo da Páscoa.

A previsão é de pelo menos cinco dias intensos, de 13 a 17 de abril, da Quinta-Feira da Paixão e ao domingo pascoal. Cada uma das três cidades preparou-se conforme as suas próprias características, mas integradas naturalmente pelo destino único consolidado que formam.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Em Foz do Iguaçu não faltam opções no turismo, hotelaria, gastronomia e comércio. O Parque Nacional do Iguaçu abrirá uma hora mais cedo para a contemplação das Cataratas do Iguaçu, e o Marco das Três Fronteiras não fechará no feriadão. As opções de compras incluem uma ampla área de comércio de rua no centro, a Vila Portes, dois shoppings e lojas francas.

Cruzando a Ponte da Amizade, os estoques de mercadorias importadas em Ciudad del Este foram renovados para receber turistas e moradores da região no período de Páscoa. O aumento de compras das lojas e shoppings supera 30%, produtos que já estão nas prateleiras. O visitante será recebido na cidade com a rica cultura paraguaia, valorizando as expressões locais do território.

Em Puerto Iguazú, na vizinha Argentina, o clima de confiança é o mesmo. E os números reforçam essa boa expectativa: as reservas antecipadas já chegam a quase 100% da capacidade hoteleira. A cidade está entre as que lideram o total de viajantes vindos da capital portenha, Buenos Aires, prontos para vivenciar as Cataratas, as compras e a gastronomia.

Às belezas e atrativos já conhecidos, promoções e atividades especiais próprias do feriadão da Páscoa, soma-se uma contribuição que vem da macroeconomia. A cotação oficial do dólar está um pouco mais em conta, abaixo dos R$ 5.

Ou seja, as condições na fronteira trinacional estão dadas para o visitante desfrutar o café da manhã no Brasil, almoçar no Paraguai e jantar na Argentina. E com um feriadão todo para curtir a natureza que só este pedaço da América do Sul tem.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

H2FOZ – Editorial

Este texto expressa a opinião do H2FOZ a respeito do assunto. E-mail [email protected]Veja mais conteúdo do autor.