Três colégios estaduais em Foz registram casos de covid-19 entre educadores

Instituições de ensino realizam formação pedagógica presencial; retorno das aulas em sala está previsto para 1º de março.

Três colégios da rede estadual registraram casos de covid-19 entre educadores, durante o período da semana pedagógica presencial, que está sendo realizada nos estabelecimentos de ensino. O levantamento foi divulgado pela  APP-Sindicato/Foz.

Leia também:

Aulas presenciais nas escolas estaduais são adiadas; ano letivo é mantido para o dia 18

Nenhum cenário dá segurança para volta às aulas presenciais, afirma educadora

As ocorrências são de três professoras, que trabalham em colégios localizados em regiões diferentes do município. Para o sindicato, esses diagnósticos de covid-19 servem para demonstrar que “não há segurança para a volta às aulas de forma presencial”, prevista para acontecer em 1º de março.

No primeiro caso, a escola foi fechada temporariamente. Na segunda ocorrência, uma educadora passou mal na quinta-feira, 11, no primeiro dia da formação. O resultado do exame, obtido no dia seguinte, confirmou a doença.
Outro professor da mesma escola está em isolamento domiciliar, com sintomas de covid-19. Não há confirmação se a instituição irá suspender o funcionamento.

Na terceira situação, a confirmação da doença em uma professora foi nessa quarta-feira, 17. O colégio permanecerá fechado nos dias 18 e 19 de fevereiro (quinta e sexta), e os profissionais realizarão teletrabalho. Os educadores farão formação pedagógica on-line.

“O sindicato tem alertado que não existe cenário possível para o retorno das atividades presenciais”, expõe a APP-Sindicato/Foz. “Há falta de professores e funcionários, e as escolas não receberam investimentos em infraestrutura nem contam com comissão de biossegurança”, completa.

Conforme a entidade, há escolas que ainda não receberam equipamentos de proteção individual para os servidores.

Treinamentos e capacitação

A Seed sustenta que as atividades presenciais são seguras e que escolas seguem protocolos de prevenção contra a covid-19 da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Foram investidos R$ 5,96 milhões na compra de materiais de proteção para os mais de dois mil colégios da rede estadual, conforme a secretaria.

De acordo com o órgão, de 18 a 28 de fevereiro, professores, pedagogos, diretores, agentes educacionais e demais funcionários das escolas passarão por treinamentos e capacitação. Essa formação será tanto na área pedagógica quanto em relação às medidas sanitárias de segurança.

A retomada das aulas presenciais está programada para ocorrer no dia 1º de março, no formato híbrido. Nesse sistema, parte dos alunos assistirão do às aulas de forma presencial nas escolas, enquanto o restante dos estudantes acompanha a mesma aula de maneira remota.

(Com APP-Sindicato/Foz e Secretaria Estadual de Educação)

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.