Advogado paraguaio que contaminou 6 mulheres com HIV é condenado a 25 anos

H2FOZ – Cláudio Dalla Benetta

A Justiça paraguaia atendeu à pena pedida pelo Ministério Público e condenou um advogado a 25 anos de prisão – 15 como pena privativa de liberdade e 10 a mais como medida de segurança -, por ter transmitido o vírus da Aids para seis mulheres, noticia o jornal Última Hora.

O homem foi considerado culpado por lesão grave e sentenciado, ainda, por coação sexual e estupro de uma das vítimas.

Os promotores sustentaram que o advogado transmitiu o vírus de forma intencional, o que foi acatado elo Tribunal de Sentença.

A denúncia inicial contra o advogado foi publicada no jornal Última Hora, o que encorajou outras vítimas a apresentar-se ao Ministério Público.

Em juízo, as mulheres contaram que conheceram o advogado na rede social Facebook. Depois, em troca de mensagens, o advogado mostrava muito interesse e dizia que queria namorá-las, o que acabou acontecendo com essas seis. Ele teve, inclusive, filhos com duas delas.

As vítimas disseram que o acusado sempre se negou a usar proteção e, quando insistiam, ele ficava com raiva ou aborrecido.

Uma das vítimas foi forçada pelo advogado a manter relações sexuais. Ele já contava com uma acusação anterior, de três anos, também por estupro.

Tratamento contra HIV

Um acréscimo importante à notícia. O HIV é uma infecção sexualmente transmissível, causada por um vírus chamado de vírus da imunodeficiência humana.

Embora não exista cura para essa infecção, o tratamento, chamado de terapia antirretroviral, melhora a qualidade de vida das pessoas portadoras do vírus e evitam que desenvolvam a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida – a Aids.

A Aids é o estágio mais avançado da infecção pelo HIV e surge quando a pessoa apresenta infecções oportunistas (que se aproveitam da fraqueza do organismo, como tuberculose e pneumonia), devido à baixa imunidade ocasionada pelo vírus.

A melhor forma de se proteger para não ser contaminado pelo vírus é a proteção com camisinha, masculina ou feminina.

 

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.