Argentina aumenta quota de entrada para Puerto Iguazú e Posadas

Em Puerto Iguazú, quota até agora não foi superada. Foto Rafaela Iunovich Konig

Agora, podem ingressar pelos corredores seguros 5 mil pessoas por dia. Antes, eram 1.800.

Depois de mais um final de semana com filas e bloqueio de acesso de centenas de argentinos que voltavam de Encarnación, no Paraguai, para Posadas, a província de Misiones, em resolução conjunta com o governo nacional, ampliou de 1.600 para 5 mil pessoas a permissão de acesso pelas fronteiras terrestres habilitadas.

Isso vale também para Puerto Iguazú, embora até agora não tenham ocorrido problemas de acesso superior ao permitido pela Argentina.

A diferença é que os argentinos fazem muitas travessias para o lado paraguaio, o que faz extrapolar as quotas, enquanto aqui ainda é pequeno o número de argentinos que vêm a Foz do Iguaçu, embora nas ruas já dê para perceber um ligeiro aumento da presença deles, nos últimos dias.

A nova quota entrou em vigor já a partir desta segunda-feira, 15, como informa o portal argentino Primera Edición.

Prevalecem as medidas sanitárias: apresentação do comprovante de vacinação, com a segunda dose pelo menos 14 dias antes e, no caso da fronteira paraguaia, teste de antígeno pra entrar (abolido em Puerto Iguazú).

Na resolução, informa-se que a medida é para para “que se evitem situações de pessoas retidas” no outro lado da fronteira, o que é frequente na Ponte Internacional San Roque González de Santa Cruz, entre Posadas e Encarnación.

No domingo, de acordo com o Primeira Edición, a quota de 1.600 pessoas que podem entrar diariamente na Argentina foi superada já às 14h, quando a fronteira com o Paraguai foi fechada. No sábado, também houve muitos argentinos retidos no Paraguai.

Quando a quota é superada, dezenas de argentinos que estão em Encarnación têm que esperar até meia-noite, quando começa a valer a quota para o dia seguinte, para poder retornar a Posadas.

A demora pra reabrir fronteiras, o descaso com os moradores argentinos dessas regiões, estão entre os motivos para que os leitores de Misiones tenham optado por votar na oposição, nas eleições parlamentares de domingo.

Com a fronteira fechada por mais de um ano e meio, houve uma crise sem precedentes principalmente em Puerto Iguazú e imediações, já que dependem muito da presença de brasileiros e turistas estrangeiros que ingressam por Foz do Iguaçu.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 1160 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.