Caminhoneiros do Paraguai protestam contra aumento no preço do diesel

Inicialmente, quatro pontos de mobilização foram programados. Imagem: Reprodução / ABC TV

Estatal Petropar reajustou o tarifário nesta segunda-feira (20); nos emblemas privados, alta ocorreu ainda no fim de semana.

Caminhoneiros do Paraguai estão retomando, nesta segunda-feira (20), protestos nas rodovias contra o aumento no preço do óleo diesel no país. As manifestações se concentram, inicialmente, nas regiões de Assunção e Paraguarí, organizadas pela Central Operária e de Transporte (COTP, na sigla em espanhol).

Em entrevista à rádio Monumental AM, o presidente da entidade, Juan Villalba, disse que cerca de 400 motoristas anunciaram adesão aos atos programados para as cidades de Limpio e San Lorenzo, na região metropolitana da capital, e de Guarambaré e Paraguarí, na ligação entre Assunção e o Sul do Paraguai.

Também para hoje (20), no início da tarde, está marcada uma reunião com o presidente da estatal Petropar, Denis Lichi, para discutir alternativas ao custo extra representado pelo aumento de até G$ 750 (R$ 0,57) por litro, em vigor desde a madrugada nos postos de todo o país.

Com o novo tarifário, o valor de referência nos postos Petropar passa a ser de G$ 8.800 (R$ 6,60) para o diesel Porã e G$ 9.990 (R$ 7,49) para o diesel Mbarete, com variações em cidades do interior, conforme o frete. Nos emblemas privados, que representam 85% do mercado e reajustaram os preços no fim de semana, o custo pode ser ainda maior.

Além da COTP, outra entidade que prepara protestos é a Associação de Caminhoneiros do Paraguai, que aguarda por deliberações ao longo do dia para definir seu calendário de mobilizações. Os profissionais pedem ao governo, entre outros pontos, que verifique o cumprimento das tabelas que definem os preços mínimos para o serviço de frete no país.

Argentina

Conforme noticiado pelo H2FOZ, o preço do litro do óleo diesel foi reajustado na Argentina na última sexta-feira (17). A média nacional ficou em 12%. Em Puerto Iguazú, no entanto, a alta em alguns estabelecimentos chegou a quase 20%.

Nos postos de bandeira YPF, o valor de referência para o diesel Infinia (Premium), que era de P$ 178 (R$ 5,34) aos veículos com placa argentina, passou para P$ 211 (R$ 6,33), acréscimo de 18,5%. Para os estrangeiros, o preço do litro segue a P$ 240 (R$ 7,20). A gasolina não foi reajustada.

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Guilherme Wojciechowski - H2FOZ

Guilherme Wojciechowski é repórter colaborador do H2FOZ. E-mail: [email protected] - Veja mais mais conteúdo do autor.

-->