Cão “dedurou” caminhoneiro brasileiro que entrou na Argentina com 765 kg de maconha

O cão farejou que, sob a carga de papel, havia droga.(Foto: ABCDiário, Argentina)

H2FOZ – Cláudio Dalla Benetta

Um caminhão procedente do Brasil, que entrou na Argentina por Puerto Iguazú, levava escondidos, em meio ao que seria uma carga de papel de impressão, 765 kg de maconha, informa o portal argentino ABC Diário, do município de Comodoro Rivadavia, província de Chubut.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

Procedente de Foz do Iguaçu, o caminhoneiro pretendia levar sua carga até a província de Córdoba, mas foi parado numa barreira policial na Colônia Vitória, a 90 km de Puerto Iguazú.

A Gendarmeria contava com um cão especializado em detecção de narcóticos, que logo deu o alerta, ao sentir o cheiro da maconha.

Os policiais inspecionaram o veículo e encontraram, debaixo do papel de impressão, 31 volumes, onde estavam escondidos 31 pacotes do que parecia ser maconha prensada, já pronta para fazer cigarros.

Confirmado que era droga, pelo pessoal de Criminalística e Estudos Forenses, a maconha foi pesada: no total, 765,876 quilos.

O juizado ordenou a detenção do caminhoneiro e a apreensão da droga e do veículo.

Toda essa droga estava debaixo de papel de impressão, que iria a Córdoba.
Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.