A borracharia era fachada para um negócio mais lucrativo: vinhos trazidos ilegalmente da Argentina. Foto RF

Drone “dedurou” borracharia, onde havia depósito clandestino de vinhos

No depósito , havia vinhos e azeites argentinos, avaliados em R$ 20 mil.

O monitoramento com o drone da Receita Federal permitiu localizar um depósito clandestino de vinhos e azeites argentinos, numa borracharia da Vila Portes.

As imagens obtidas pelo drone identificaram veículos que saíam de um porto, também clandestino, na margem do Rio Paraná.

Com o acompanhamento tático dos veículos, servidores da Receita, policiais do Batalhão de Polícia de Fronteira e homens do Exército Brasileiro estouraram na manhã desta quarta-feira o depósito clandestino, localizado na região do Porto Meira.

O Fiat Fiorinho carregado de vinhos e o depósito, escondido dentro da borracharia. Fotos RF

O depósito funcionava numa borracharia, onde foram encontrados vinhos e azeites descaminhados, provenientes da Argentina. Havia ainda um Fiat Fiorino carregado de vinhos.

As mercadorias foram avaliadas em R$ 20 mil. O responsável pelo local e dono do veículo foi qualificado e, contra ele, será encaminhada uma representação fiscal ao Ministério Público.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Assessoria

Este texto é de responsabilidade de assessoria da imprensa institucional e/ou empresarial. Veja mais conteúdo do autor.

Assessoria tem 543 posts e contando. Ver todos os posts de Assessoria