Por falta de verbas, bombeiros de Hernandarias encerram serviços

Corporação é formada por voluntários, que precisam de recursos para a compra de insumos e manutenção da frota.

Apoie! Siga-nos no Google News

Por falta de recursos para continuar com as atividades de combate a incêndios, resgate e atendimento à população, as três unidades do Corpo de Bombeiros Voluntários (CBV) em Hernandarias, município vizinho a Ciudad del Este e Foz do Iguaçu, anunciaram, nesta terça-feira (30), o encerramento de seus trabalhos por tempo indeterminado.

Veja também:
Moto deixa rastro de fogo ao sair de posto de combustível em Puerto Iguazú (vídeo)

A situação afeta o CBV K3 (bombeiros azuis), a 1.ª Companhia Departamental K121 (bombeiros amarelos) e o CBV San Francisco (bombeiros vermelhos), grupamentos integrados por voluntários e que dependem de contribuições do poder público e da população para a compra de insumos e para a manutenção da frota.

Em comunicado conjunto, os bombeiros afirmam que “estamos passando por uma crise econômica bastante importante, que está nos obrigando a tomar a decisão de fechar os quartéis como medida de força ante uma queixa que já vem desde algum tempo, pois a prefeitura de Hernandarias não cumpre com o que foi combinado conosco”.

“Essa situação vem se arrastando desde administrações anteriores. Quando um cidadão de Hernandarias faz o pagamento de seus impostos, há uma taxa correspondente aos bombeiros. Essa taxa não está chegando para nós desde 2020”, denunciam os bombeiros voluntários, ressaltando que, em caso de resolução, o retorno será imediato.

Atualização: em reunião na quinta-feira (1.º), bombeiros e prefeitura chegaram a um acordo para o pagamento dos valores em atraso e a retomada dos serviços.

A respeito, a prefeitura de Hernandarias, comandada pelo colorado Nelson Cano, argumenta que os repasses foram suspensos em razão de problemas na documentação e na prestação de contas, o que é negado pelos bombeiros.

“Apresentamos tudo o que a administração municipal pediu, por todos os caminhos que eles solicitaram. Desmentimos categoricamente a falta de documentos e a má administração da qual somos acusados”, complementa o comunicado dos voluntários, que agradecem à população o apoio constante nas campanhas de arrecadação.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.