Ministério prorroga atuação da Força Nacional na fronteira

Reforço na segurança público é para coibir crimes fronteiriços - Foto: Marcos Labanca/H2FOZ

Operações da tropa acontecem na divisa do Brasil com Paraguai e Argentina.

Por meio de portaria publicada no Diário Oficial, o Ministério da Justiça e Segurança Pública prorrogou a atuação da Força Nacional de Segurança Pública (FNSP) em apoio ao Paraná. A permanência será até junho.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

A tropa atua prioritariamente nas cidades localizadas na região fronteiriça do Brasil com o Paraguai e a Argentina. A Força Nacional iniciou a fiscalização na região em dezembro do ano passado, com previsão inicial de ficar até março de 2022.

No final do ano passado, 80 agentes policiais foram deslocados à fronteira trinacional. As operações foram concentradas nas cidades de Foz do Iguaçu – inclusive na região da Ponte Internacional da Amizade –, Guaíra, Icaraíma e Alto Paraíso, todas no Oeste do Paraná.

“O objetivo é prestar auxílio nas atividades e nos serviços essenciais à preservação da integridade das pessoas, do patrimônio e da ordem pública”, informou o ministério. A área fronteiriça é considerada porta de entrada de drogas, armas e contrabando no país.

Para o Governo do Paraná, a cooperação em segurança pública almeja a redução de crimes típicos de fronteira. O objetivo é a “repreensão ao tráfico de drogas e contrabando de mercadorias”, relatou a Agência Estadual de Notícias, quando a Força Nacional aportou no estado, no fim do ano passado.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.