Multiviaduto de Ciudad del Este terá passagem para pedestres inclusiva

Ao contrário de muitos trechos de estradas recém-construídos e inaugurados pelo governo do Paraguai, o multiviaduto de Ciudad del Este, em obras, não enfrentou nenhum problema com a chuvarada dos últimos dias

. A construção prossegue em ritmo acelerado e dentro do cronograma.

A diferença, muito provavelmente, é que a obra é financiada e fiscalizada pela Itaipu Binacional, margem paraguaia. Nem a pandemia provocou qualquer interrupção.

Atualmente, segundo Itaipu, estão concluídos 86% dos trabalhos, dentro da segunda etapa do cronograma de obras.

O multiviaduto, que será o maior do Paraguai, fica no km 7 de Ciudad del Este, e resolverá graves problemas de tráfego do local, por onde passam milhares de veículos, já que a rodovia PY2 liga Ciudad del Este e outros municípios da fronteira a Assunção e ao restante do país.

Para os pedestres, travessia segura entre as movimentadas pistas. Foto Itaipu Paraguai

Uma das características mais interessantes do multiviaduto é a preocupação com a passagem de pedestres. Há passagens exclusivas para eles, que também funcionam como lombadas, de modo a controlar a velocidade de circulação dos veículos.

Além disso, foram desenhadas especialmente para atender pessoas com dificuldades motoras. Quer dizer, uma obra viária completa em vários sentidos.

O custo do multiviaduto, para Itaipu, é de pouco mais de 70 bilhões de guaranis, ou, em cotação de hoje, quase R$ 55 milhões.

Além de melhorar o tráfego, a obra vai trazer desenvolvimento à região. Foto Itaipu Paraguai

A construção do multiviaduto começou em junho de 2019 e será inaugurada este ano, garantindo, segundo a Itaipu, “um tráfego fluido, ordenado e seguro de 100 mil veículos por dia; maior comodidade e segurança para a passagem de pedestres; e a formação de um novo polo de desenvolvimento na região”.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.