Operação visa a coibir crimes transfronteiriços - Foto: Divulgação/Exército

Operação Ágata, em rodovias e rios da fronteira, registra mais de R$ 5 milhões em apreensões

Militares e forças policiais detiveram em maior volume cigarros, eletrônicos e drogas, conforme balanço divulgado pelo Exército. 

A 5ª Divisão de Exército (DE) apresentou nesta quarta-feira, 24, balanço de apreensões realizadas durante a Operação Ágata, que ocorre na região de fronteira, em cidades do Oeste do Paraná. Foram mais de R$ 5 milhões de retenções, entre produtos do tráfico, contrabando e descaminho.

O maior volume foi de cigarros, material eletrônico e drogas. As ações na fronteira, que reúnem militares e agentes de órgãos de segurança pública e de fiscalização, intensificam o patrulhamento e o controle de rodovias e rios na região. A 5ª DE coordenou a Operação Ágata, entre 12 e 21 de março.

Segundo a assessoria do Exército, houve reforço de 800 militares e 163 viaturas para a “intensificação de ações preventivas e repressivas pontuais que resultaram em mais de R$ 5 milhões apreendidos”. A iniciativa interagências visa a coibir crimes transfronteiriços, principalmente o contrabando e o tráfico.

Sob operacionalização da 15ª Brigada de Infantaria Mecanizada, foram instalados postos de bloqueio e controle em estradas, vias urbanas e rurais. A operação inclui patrulhas motorizadas e a pé e incursões no Lago de Itaipu. Embarcações Guardian 25 patrulharam de mais de 150 quilômetros do Rio Paraná.

Em 2020, Operação Ágata somou R$ 140 milhões em apreensões. “Em dois anos de intensificação das ações em massa já barramos um movimento de 300 barcos por noite no Rio Paraná e no Lago de Itaipu, o que resulta num reflexo direto na diminuição da criminalidade”, afirmou o comandante da 5ª DE, general Carlos José Russo Assumpção Penteado.

O Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA) coordena, desde 2011, uma ação que busca reforçar a segurança dos quase 17 mil quilômetros de fronteiras terrestres do Brasil. A Operação Ágata integra o Plano Estratégico de Fronteiras (PEF) do governo federal.

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Paulo Bogler - H2FOZ tem 1192 posts e contando. Ver todos os posts de Paulo Bogler - H2FOZ