DER-PR diz que Ponte da Integração está concluída

Boletim de julho, disponível no site do órgão, aponta 100% de execução da obra; rodovia de acesso tinha 24,7% de conclusão.

Apoie! Siga-nos no Google News

Com obras iniciadas em agosto de 2019, a Ponte da Integração Brasil–Paraguai, sobre o Rio Paraná, entre Foz do Iguaçu e Presidente Franco, está 100% concluída. É o que indica, pela primeira vez, o boletim mensal disponível no site do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR), responsável pela fiscalização da obra.

Leia também:
Cidade paraguaia quer evitar caos no acesso à Ponte da Integração
Para prefeito, Ponte da Integração será aberta apenas em 2024

No relatório de junho, o Consórcio Ponte Brasil Paraguai (construtoras Única, MPB e RMG) ainda citava 99,64% de execução, com investimento de R$ 235,2 milhões. Já no atual boletim, referente ao mês de julho, a informação é a de que “a obra atingiu 100% de execução, com investimento de R$ 238.203.821,75”. O dinheiro é procedente da diretoria brasileira de Itaipu.

O documento descreve que, nos últimos 31 dias, “foram realizados os serviços finais de acabamentos nas barreiras do tipo New Jersey, assim como limpeza geral no tabuleiro”.

Além disso, “foram concluídas as atividades nas duas Plataformas de Inspeção e Manutenção. Com isso, foi possível realizar o trajeto através de trilhos longitudinais fixados na estrutura metálica, e, consequentemente, executar o teste hidrostático para a tubulação de drenagem pluvial”.

“Com o fim das atividades nas obras da ponte, finaliza-se a desmobilização das equipes, materiais e equipamentos do canteiro de obras”, cita o documento. A data de liberação da ponte ao tráfego de veículos e pedestres, contudo, ainda segue indefinida, pois depende da conclusão das obras de acesso no Brasil e no Paraguai.

Data de inauguração da Ponte da Integração Brasil-Paraguai ainda não foi definida. Foto: Gentileza/Consórcio Ponte
Vão central da Ponte da Integração, com o Brasil à esquerda, o Paraguai à direita e a Argentina ao fundo. Foto: Gentileza/Consórcio Ponte

Perimetral Leste

No Brasil, a ligação entre a nova ponte, a Ponte Tancredo Neves (fronteira com a Argentina), a BR-469 e a BR-277, será feita pela Rodovia Perimetral Leste, anel viário com cerca de 15 quilômetros de extensão, projetado para conectar as vias e retirar o tráfego de caminhões da área central de Foz do Iguaçu.

Até junho, o índice de execução das obras era de 22,66%, com R$ 23,6 milhões em desembolsos. Já o relatório de julho cita 24,7% de conclusão (diferença de 2%), com investimento aproximado de R$ 25,7 milhões (R$ 2,1 milhões a mais).

Veja também:
Fotos das obras da Perimetral Leste em julho de 2023

“Em julho, os serviços de pavimentação da linha geral ficaram concentrados entre o trecho da estaca 33 (após a Galeria da General Meira) e a estaca 136 (próximo à Avenida Mercosul), com lançamento de duas camadas de pavimentação e mais uma camada de capa asfáltica final, com adição de borracha ao ligante”, descreve o documento.

A prioridade do DER-PR é para a entrega do trecho entre a cabeceira da ponte e a Avenida Mercosul, nas proximidades da ligação com a BR-469 e o atual Trevo da Argentina. Em paralelo, continuam os trabalhos nos viadutos da BR-469 (74% de execução) e BR-277 (próximo à região de Três Lagoas).

Implantação de asfalto no trecho próximo à Ponte da Integração. Foto: Gentileza/DER-PR
Implantação de asfalto no trecho próximo à Ponte da Integração. Foto: Gentileza/DER-PR

Lado paraguaio

No Paraguai, informações repassadas pelo Ministério de Obras Públicas e Comunicações (MOPC) indicam que continuam em andamento os preparativos para a construção dos prédios da futura aduana, na cabeceira em Presidente Franco. Já o Lote Urbano, que inclui as vias de acesso à ponte, está com execução acima de 50%.

Entretanto, os outros três pacotes de obras (Lote 1, Lote 2 e Ponte do Rio Monday) do anel viário do Corredor Metropolitano del Este, com 33 quilômetros de extensão, apresentam diferentes estágios de conclusão, devendo ser entregues, por etapas, entre 2024 e 2025.

Em recentes declarações à imprensa, o prefeito de Presidente Franco, Roque Godoy, disse crer que a liberação da ponte ao tráfego ocorrerá somente em 2024, citando, justamente, a necessidade de conclusão das rodovias mais próximas e das estruturas de fiscalização nos dois lados da fronteira.

Comitiva paraguaia vistoria obras na cabeceira da Ponte da Integração em Presidente Franco. Imagem: Gentileza/MOPC
Comitiva paraguaia vistoria obras na cabeceira da Ponte da Integração em Presidente Franco. Imagem: Gentileza/MOPC (Arquivo)
LEIA TAMBÉM
2 Comentários
  1. […] a matéria completa no portal H2Foz, parceiro do […]

  2. Mauro Diz

    Parabéns Presidente Lula. Com certeza esta obra será muito importante para o desenvolvimento de Foz do Iguaçu e das demais cidades da Fronteira. Obrigado.

Comentários estão fechados.