Puerto Iguazú recebeu hoje primeiras doses da vacina Sputnik V

Segundo país da América do Sul a adquirir vacinas para a covid-19, a Argentina começará amanhã, às 9h, a vacinação de modo simultâneo em várias províncias. A Puerto Iguazú, limite com Foz do Iguaçu, as primeiras doses chegaram nesta segunda-feira.

O governo da província de Misiones, onde fica Puerto Iguazú, recebeu 2.250 doses da vacina Sputnik V, fabricada na Rússia. O lote chegou via Aeroporto de Ezeiza, na capital Buenos Aires, no dia 24, e foi distribuído para 32 locais do país. Esse primeiro carregamento da vacina adquirida pelo governo argentino contém 300 mil doses.

Na província de Misiones, os primeiros a receberem a vacina amanhã serão profissionais de saúde que atuam em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) dos hospitais Nuestra Señora de Fátima, Escuela de Agudos Dr. Ramón Madariaga, Samic Oberá, Samic Eldorado e Samic Iguazú, de Puerto Iguazú. Após essa etapa, a vacina será aplicada nos demais profissionais de saúde.

A perspectiva do país é receber mais doses em janeiro para levar a vacina a mais profissionais de saúde, forças de segurança, professores e grupos de risco. Em Misiones, a meta é vacinar 262 mil pessoas. O país também adquiriu doses da vacina da AstraZeneca, a qual deve começar a chegar a partir de março.

Até a manhã desta segunda-feira, haviam sido confirmados 1.583.297 casos de covid na Argentina, com 42.650 mortes. Em Puerto Iguazú foram contabilizados 185 casos e duas mortes.

Além da Argentina, o Chile foi o outro país sul-americano a adquirir a vacina anticovid, do laboratório Pfizer-BioNTech. A imunização teve início no dia 24 deste mês.

Denise Paro - H2FOZ

Denise Paro é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo da autora.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.