Reabertura da passarela argentina das Cataratas pode ficar para março

Estrutura que dá acesso à Garganta do Diabo pelo lado argentino foi danificada pela cheia de outubro de 2022.

Apoie! Siga-nos no Google News

Poderá ficar para março a reabertura da passarela argentina que dá acesso à Garganta do Diabo nas Cataratas do Iguaçu, danificada pela cheia registrada em outubro de 2022. No dia 13 daquele mês, data do pico da inundação, a vazão do Rio Iguaçu foi de 16,5 mil metros cúbicos por segundo, volume 11 vezes acima do normal.

Leia também:
Portal de acesso ao lado argentino das Cataratas será reformulado

De acordo com o jornal El Territorio, o adversário atual, que está atrasando os trabalhos de reconstrução, é outro: a diminuição no fluxo do rio fronteiriço, que vem dificultando o transporte dos materiais necessários para a reconstrução dos pilares e a fixação das grades da estrutura, que tem 1,1 mil metros de extensão.

“O trabalho é feito por uma equipe de 25 pessoas. Por serem procedimentos manuais, os trabalhadores enfrentam muitas dificuldades”, descreve o jornal. “A estimativa era que o circuito completo poderia voltar a estar habilitado na segunda quinzena de fevereiro, mas, devido ao fator climático, provavelmente haverá atraso.”

Dos mais de 50 trechos de grades arrastados pela correnteza do dia 13 de outubro, a equipe de manutenção do Parque Nacional Iguazú conseguiu recuperar 21. Os demais serão repostos com partes que já havia no estoque, para uso em caso de necessidade, e com trechos novos fabricados nos mesmos moldes dos antigos.

Mesmo sem a trilha de acesso à Garganta do Diabo, o Parque Nacional Iguazú, que teve suas tarifas reajustadas no último dia 1.º (clique aqui para saber mais), segue aberto diariamente, com duas opções de trilhas panorâmicas: Circuito Superior e Circuito Inferior. No lado brasileiro, todas as áreas de visitação estão abertas normalmente.

Passarela argentina da Garganta do Diabo durante período de vazão normal, em registro do serviço Google Street View

Movimento turístico

Apesar da demora excessiva das filas na fronteira, que desestimulam a travessia da Ponte Tancredo Neves, o turismo de Puerto Iguazú vem registrando bons números nos primeiros dias de 2023, conforme balanço divulgado por Leopoldo Lucas, presidente do Iguazú Turismo Ente Municipal (Iturem).

“Atualmente, temos 70% de ocupação e de reservas na rede hoteleira. É importante destacar que muitas pessoas chegam sem reserva, então os números podem variar de uma jornada para outra”, afirmou Lucas, citado pelo El Territorio. No Parque Nacional Iguazú, a média de visitantes tem se aproximado de cinco mil por dia.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.