Companhia encontra “supergato” para mineração de criptomoedas no Paraguai

Descoberta ocorreu em um barracão na cidade de Santa Rita, a 70 quilômetros da fronteira com Foz do Iguaçu.

Apoie! Siga-nos no Google News

Agentes da Administração Nacional de Eletricidade (Ande), empresa estatal responsável pela produção e distribuição de energia no Paraguai, detectaram, nessa quinta-feira (4), uma situação de furto de eletricidade no município de Santa Rita, localizado a 70 quilômetros da fronteira com Foz do Iguaçu.

Leia também:
Grupo armado assalta mineradora de criptomoedas no Paraguai

A descoberta ocorreu após frequentes queixas de moradores do entorno da Rodovia PY06 a respeito de quedas e oscilações na tensão fornecida. De fato, funcionários da Ande constataram a existência de consumo acima da média e rastrearam a situação até um barracão, que estava conectado de forma clandestina à rede.

Procedimento de verificação do imóvel será retomado nesta sexta-feira (5). Foto: Gentileza/Ande
Procedimento de verificação do imóvel será retomado nesta sexta-feira (5). Foto: Gentileza/Ande

No interior do imóvel, conforme nota enviada pela estatal à imprensa, “foram encontrados quatro transformadores, totalizando uma potência de 6.000 kVA, que alimentavam mais de 677 máquinas para mineração de criptomoedas. Todos os equipamentos estavam em um compartimento que foi lacrado por ordem do promotor que participou da intervenção, ficando o imóvel sob resguardo da Polícia Nacional”.

Já quanto ao prejuízo provocado à empresa, a Ande estima que as máquinas consumissem o equivalente a G$ 470 milhões (R$ 323 mil) mensais, podendo ter gerado, em período de apenas três meses, perda de G$ 1,4 bilhão (R$ 962 mil).

De acordo com a companhia, o proprietário do local será denunciado por subtração de energia elétrica, sabotagem e perturbação de serviços públicos. A Ande requereu ao Ministério Público, ainda, que as máquinas sejam confiscadas, uma vez que, em casos anteriores, os operadores somente mudaram de endereço.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.