Moto tem 475 multas, havia inclusive por infrações gravíssimas - Foto: Foztrans.

Blitz em Foz apreende moto com baixa no Detran e 475 multas

A moto não poderia nem estar circulando, mas continuava a registrar infrações.

Até os agentes ficaram surpresos: ao deter numa blitz um motociclista, viram que a moto já tinha baixa no Detran e não poderia estar circulando.

E o pior: circulando e cometendo infrações, somando nada menos que 475 multas.

Do total de infrações, 329 são anteriores à baixa do veículo no Detran; outros 146 registros são depois da baixa, isto é, quando a moto já não poderia estar mais circulando.

A blitz foi na noite desta terça-feira, 17, na Avenida General Meira, num trabalho conjunto da Polícia Militar, Guarda Municipal e Foztrans.

Ouvido pela Rádio Cultura, o sargento Pedroso manifestou espanto com o fato de uma moto baixada no Detran estar em circulação.

Ele disse que, entre as 475 multas, havia inclusive por infrações gravíssimas. Lembrou que quem anda numa moto desse jeito, se cometer um acidente, vai deixar o dono do outro veículo no prejuízo.

As blitzen são feitas constantemente, segundo o sargento, para evitar justamente que veículos circulem com más condições ou com dívidas junto aos órgãos de trânsito.

São parados todos os tipos de veículos, tanto de placas brasileiras como paraguaias, explicou.

E disse ainda que, quem deve ao Detran ou ao Foztrans, pode negociar o pagamento em prestações, que ambos os órgãos aceitam isso.

O que não pode é circular com débitos vencidos. Se for pego numa blitz, o veículo será apreendido e o custo para recuperá-lo será ainda maior.

BAIXA NO VEÍCULO

Veículo baixado no Detran é o que teve sua circulação vetada, por ser constatado que apresenta danos irreparáveis no chassi.

Nessa condição, o chassi é baixado no cadastro do Detran, porque o carro ou moto apresenta graves riscos de acidentes.

Aliás, vale a recomendação: ao comprar um carro usado, verifique se ele está legalmente autorizado a circular.

Matéria publicada no site Terra explica que há vendedores “picaretas” que compram esses veículos, em leilões de sucatas, fazem alguns consertos e, de forma ilegal, conseguem regularizar sua situação.

A “maquiagem” serve para enganar o consumidor leigo. Ao comprar carro usado, procure um vendedor ou uma loja que prezam pela idoneidade.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 991 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.