População preta cresce 60% em Foz do Iguaçu, apontam números do Censo 2022

Moradores que se autodeclaram pardos também aumentaram na comparação
com o levantamento de 2010. Confira o infográfico.

Apoie! Siga-nos no Google News

A parcela da população de Foz do Iguaçu que se autodeclara como de cor ou raça preta aumentou de 9.170 no Censo Populacional de 2010 para 14.705 em 2022, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Esse crescimento representa uma elevação de 60,4% ao longo de 12 anos. Como resultado, a proporção de pessoas pretas em relação à população total avançou de 3,6% para 5,2%.

Leia também:
Censo no Paraná: 34% da população se declara preta ou parda

Paraguai divulga dados preliminares do Censo 2022

A raça predominante na cidade continua sendo a daqueles que se autodeclaram brancos, apresentando um pequeno acréscimo de 0,2% em números absolutos (passando de 162.593 em 2020 para 162.990 em 2022). No entanto, observa-se uma queda na proporção em relação ao total de habitantes, de 63,5% para 57,1%.

O número de pessoas pardas e indígenas aumentou em 31% e 16,5%, respectivamente, durante o período analisado. Por outro lado, notou-se uma redução de 44%, na mesma comparação, na quantidade de pessoas que se autodeclaram amarelas.



Em 2022, aproximadamente 92,1 milhões de pessoas se autodeclararam pardas no Brasil, correspondendo a 45,3% da população. Esse contingente ultrapassou a população branca, que totalizou 88,2 milhões (ou 43,5%), marcando a primeira vez, desde 1991, que a população parda superou a branca.

Outras 20,6 milhões de pessoas se autodeclararam pretas, representando 10,2% da população, enquanto 1,7 milhão se declararam indígenas (0,8%); e 850,1 mil, amarelas (0,4%).

Conforme já noticiamos por aqui, o Paraná é formado pela seguinte população:

brancos: 64,6%;
pardos: 30,1%;
pretos: 4,2%;
amarelos: 0,9%;
indígenas: 0,2%.

LEIA TAMBÉM