Oi recebe autorização para melhoria do sinal de telefonia em Foz do Iguaçu

Anatel libera a operadora a utilizar outras faixas de frequência por causa de interferências devido à fronteira.

A operadora Oi recebeu autorização para a utilização de outras faixas de frequência para melhorar a telefonia e a banda larga móveis em Foz do Iguaçu. A liberação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) também beneficia Uruguaiana (RS), por meio de operações da TIM.

Conforme a Agência Brasil (ABr), a alteração havia sido requerida pelas operadoras. O objetivo é “evitar interferências de frequências em cidades localizadas nas fronteiras com a Argentina e o Paraguai”, reportou a agência pública de notícias.

Pela decisão da Anatel, tomada nesta semana, a Oi poderá cobrir 80% da área urbana de Foz do Iguaçu. A operadora “poderá usar uma subfaixa diferente da outorgada no Edital de Licitação nº 001/2011/PVCP/SPV-Anatel”, afirmou a Anatel.

Segundo a agência, desde 2009 são registradas interferências na comunicação, por causa da “incompatibilidade de sinal entre os arranjos de radiofrequência usados pelo Brasil e os países vizinhos”, relatou a ABr.

Em comunicado, a Anatel pontuou que os “consumidores poderão usufruir de tecnologia igual ou superior à originalmente prevista”.

No informe, expôs que “interferências do tipo crossband levam um país a ter enlaces de descida (downlink) na mesma faixa em que o país limítrofe tem o seu enlace de subida (uplink), o que pode conduzir à perda de recepção na estação radiobase”.

Considerando que as radiofrequências ganham difusão além-fronteiras, não é possível evitar interferências, narrou o órgão regulador da telefonia brasileira. “Após reuniões entre os reguladores e as operadoras das nações envolvidas, chegou-se à solução técnica de repartição de frequências entre os países”, concluiu a Anatel.
(Com informações da Agência Brasil e da Anatel)

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Paulo Bogler - H2FOZ

Paulo Bogler é repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.