Roger Silva abre exposição em novo espaço de artes em Foz do Iguaçu

Recepção será nesta terça-feira, 4, será a partir das 19h30; obras incluem elementos da cultura pop e técnicas como spray sobre tela.

Apoie! Siga-nos no Google News


Artista visual versátil que foge de rotulações, Roger Silva abre exposição de seus trabalhos nesta terça-feira, 4, na galeria do Zep, nova proposta e espaço para as artes em Foz do Iguaçu. O público será recepcionado a partir das 19h30.

Confira a agenda cultural do H2FOZ.

Serão 15 obras do autor, abrangendo técnica mista, entre acrílico e spray sobre tela. Os trabalhos retratam figuras da cultura pop, além de composições de avatares de conceitos variados. Será possível adquirir os trabalhos.

“Esperamos receber amigos, apreciadores do nosso trabalho e artistas”, convida Roger Silva. “Será um encontro para bater papo sobre arte, tomar aquele vinho e ouvir boa música”, completa. A exposição permanecerá nos meses de junho e julho.

A galeria do Zep Old Bar é uma nova e contemporânea opção para exposições de arte e outras atividades culturais. É própria para unir, no mesmo ambiente, música de qualidade, interações humanas e expressões artísticas.

Artista visual sem rótulo

Em entrevista ao programa Marco Zero, produção do H2FOZ e Rádio Clube FM 100,9, Roger Silva falou sobre o processo criativo e sua trajetória nas artes. Disse ser contra todas as formas de rotulações.

Assista à entrevista:

“O rótulo acaba fechando muito o artista em um único estilo. Eu faço o que me dá vontade de fazer”, sublinhou. Sua arte inclui grandes painéis, com uso de grafite, telas e outros formatos.

A criação alia, contou, técnicas milenares de pintura e desenho e o instrumental mais urbano. “Pinto grandes painéis antes de o grafite ter se tornado essa febre mundial que é hoje”, contextualizou.

No Marco Zero, resgatou a amizade e o aprendizado com a artista iguaçuense Joana Dib. Disse que apreende muito a cada trabalho que faz e que há ainda muito a ser explorado no campo das artes visuais.

“Gosto muito de observar os trabalhos de outros artistas depois de prontos. Dissecar mesmo”, frisou. “Porque o artista olha uma obra e vê formas, linhas, o processo de criação. É isso que busco”, detalhou.

As tonalidades de Foz do Iguaçu e da região fronteiriça estão presentes em sua arte. “Busco inserir elementos da cultura de Foz do Iguaçu e da fronteira, os povos. Isso é o mundo. A arte é diversa, a vida é diversa”, concluiu Roger Silva.

Seus trabalhos estão em espaços públicos na Vila C, Morumbi e Morumbi. Neste momento, finaliza uma grande composição na área externa da Guarda Mirim. Conheça o artista e suas obras em @rogersilvafoz.

.

Exposição de arte | abertura
Roger Silva
Data: 4 de junho (terça-feira), a partir das 19h30
Local: galeria de artes do Zep (Esquina da Avenida da Cataratas e Rua Major Raul de Matos, Vila Yolanda)

Arte: Reprodução
LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.