Itaipu e municípios da região firmam convênios na área ambiental

Ações têm como foco a proteção de rios e nascentes, com recursos da binacional e contrapartidas das prefeituras.

Apoie! Siga-nos no Google News

Itaipu Binacional e 12 municípios do Oeste do Paraná firmaram, nessa terça-feira (10), convênios para ações de proteção ao meio ambiente, no âmbito do Programa de Gestão por Bacias Hidrográficas (PGBH). No total, serão R$ 27 milhões em recursos da hidrelétrica, com contrapartida de R$ 2 milhões das prefeituras.

Leia também:
Programa Itaipu Mais que Energia recebe propostas de 431 municípios

Assinados em Cascavel, os acordos incluem os municípios de Anahy, Braganey, Catanduvas, Diamante d’Oeste, Iguatu, Lindoeste, Nova Aurora, Nova Santa Rosa, Quatro Pontes, Santa Lúcia, Santa Tereza do Oeste e São José das Palmeiras, que aportarão entre 5% e 15% do valor destinado aos projetos.

Segundo o diretor-geral brasileiro de Itaipu, Enio Verri, os percentuais anteriormente exigidos chegavam a 40%, dificultando a adesão das cidades com menos habitantes.

“Itaipu sempre cobrou um percentual alto das prefeituras, agora baixamos de acordo com a população e a receita. Isso quer dizer que vamos entrar com mais recursos e as prefeituras com menos. Mas vamos cobrar mais em políticas ambientais, mais proteção das minas d’água e mais preocupação com a educação ambiental”, destacou.

O PGBH atua diretamente na proteção da água, no reservatório e em seus afluentes, em quantidade e qualidade para a produção de energia elétrica, e, em paralelo, para uso doméstico, rural, empresarial e no turismo.

Os convênios preveem investimentos diversos para ações de conservação e manejo de solo e água, saneamento ambiental, conservação da biodiversidade e apoio a obras sociais, o que inclui as Unidades de Valorização de Resíduos (UVR), que integram os serviços de coleta seletiva nas cidades da região.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.