Foz do Iguaçu registra mil novos casos de dengue em uma semana

São 6.235 ocorrências da doença informadas no boletim desta terça-feira, 21, ante 5.180 de sete dias atrás.

Apoie! Siga-nos no Google News


Casos de dengue em Foz do Iguaçu aumentaram em mil novos registros dentro de uma semana. São 6.235 ocorrências da doença informadas no boletim desta terça-feira, 21, ante 5.180 de sete dias atrás, conforme a prefeitura.

LEIA TAMBÉM: Dengue sem controle, fila na saúde em Foz do Iguaçu

Os dados abrangem o atual período epidemiológico 2023–2024, que vai de agosto do ano passado até o próximo mês de julho. As notificações da doença transmitida pelo Aedes aegypti totalizam 23.788 – na semana anterior, eram 22.419.

A saúde pública registra uma morte atribuída à dengue na cidade, neste ano, de um homem de 47 anos, que faleceu no Hospital Municipal. Os óbitos de outras 11 pessoas estão sendo analisadas no Laboratório Central do Estado (Lacen), em Curitiba, para apuração da causa.

Por local de residência, os casos de dengue estão distribuídos nas seguintes regiões, denominadas pela prefeitura de distritos sanitários:

  • Norte: 1.629;
  • Nordeste: 1.377;
  • Leste: 1.340;
  • Oeste: 794;
  • Sul: 324;
  • Ignorados: 771.

As faixas etárias que mais concentram casos confirmados da doença são as de 20 a 34 anos, com 2.076 registros, e de 35 a 49, com 1.319 diagnósticos. Porém, a infecção afeta pessoas de todas as idades, inclusive bebês, crianças e idosos.

A dengue, com o adicional de doenças respiratórias sazonais, está superlotando as unidades de saúde e o Hospital Municipal. O atendimento nas UPAs pode resultar em demora acima de quatro horas, e no hospital a espera é de dias.

LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.