Não há pista de Josemeire, que teve o marido assassinado e deve ter sido levada pelos criminosos. Foto de família/´Última Hora

Bandidos atacam fazenda no Paraguai, matam brasileiro e levam esposa dele

No domingo, 13, Jéssica Oliveira, de Foz do Iguaçu, pediu orações em redes sociais para que sua irmã, Josimeire Vieira de Oliveira Borges, esteja bem.

Ela está desaparecida no Paraguai desde sábado à noite, quando entre seis e oito homens invadiram a fazenda San Jorge, no município de José Félix López, a 620 km da fronteira entre Foz e Ciudad del Este.

Os invasores, com rosto coberto, chapéus e roupas camufladas, mataram o marido de Josemeire, Jonas Fernandes Alves, empregado da fazenda.

Na sequência, feriram gravemente outra brasileira, Elis Regina de Lima, noticia o jornal Última Hora.

SEQUESTRO?

Depois disso, não houve mais informações sobre a esposa de Jonas, Josemeire Vieira de Oliveira Borges.

Ela está desaparecida e a suspeita é que foi levada pelos criminosos.

Em vídeo no Instagram, Jéssica diz que falou com Erico Antonio Padilha, filho do proprietário da fazenda, que estava no local no momento do ataque.

Ele disse a ela que Josemeire estava bem, mas não houve mais informações.

ATUALIZAÇÃO NO TEXTO ACIMA

Jéssica não falou com Erico Antonio Padilha, ao contrário do que diz o texto logo acima. No vídeo do Instagram, não fica claro quem passou as informações a ela.

ANIVERSÁRIO DE ELIX

Já no domingo à noite, quando atendeu um telefonema da polícia paraguaia, Erico explicou que estava no Brasil, em segurança, e que não tinha sido ferido.

O filho do fazendeiro contou que ele e os outros três brasileiros comemoravam o aniversário de Elis Regina de Lima, quando houve o ataque.

No vídeo do Instagram, Jéssica disse que Jonas foi morto imediatamente e Elis ferida com um tiro, como lhe contaram

E que os próprios criminosos ajudaram a colocar Elis num carro para ser levada a um hospital.

Josemeire estava ao lado de Jonas, segundo Jéssica soube, mas não foi ferida.

SEM PISTAS

Uma busca feita pela policia em toda a propriedade, no domingo, não encontrou a mulher, de 32 anos.

O diretor de polícia de Concepción, Crescencio Portillo, disse ao Última Hora que não há pistas do paradeiros de Josemeire e não se sabe quem são os assassinos de Jonas.

Mas o delegado descarta que os atacantes pertençam ao Exército do Povo Paraguaio.

A Força de Tarefa Conjunta e o Departamento Antissequestro da Polícia Nacional do Paraguai investigam o ataque e tentam localizar a mulher.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ

Cláudio Dalla Benetta é jornalista e repórter do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Claudio Dalla Benetta - H2FOZ tem 908 posts e contando. Ver todos os posts de Claudio Dalla Benetta - H2FOZ