A mulher das batalhas 

H2FOZ – Denise Paro 

Ainda jovem, ela deixou Iguatu, no Ceará, para ganhar a vida, mas não imaginava que um dia iria alegrar outras vidas. Francisca Lopes de Lima, 65 anos, mais conhecida por Dona Chica, cumpre há 23 anos uma missão: dar carinho para crianças em datas especiais.

Não é ao acaso que Dona Chica mora na Vila das Batalhas. Todos os anos, ela trava uma batalha a fim de arrecadar brinquedos e doces para distribuir na Páscoa, Dia das Crianças e Natal. “O dia mais importante da minha vida é o Dia das Crianças”, diz. 

Tudo começou quando Dona Chica se dispôs a ajudar a família de um colega de escola e começou a pedir alimentos para montar uma cesta básica. “Tocou meu coração uma família que estava precisando. Um dia estávamos estudando, e ele [o marido] queria o resto de sobra da comida para a esposa que estava doente.” 

Preocupada com a situação, Dona Chica conseguiu montar uma cesta básica e entregar à família. Mas não parou por aí. O gesto de solidariedade tomou conta dela e surgiu a ideia de fazer a felicidade de crianças em datas comemorativas. “Eu estou bem de vida e de saúde por causa deles. Eles são iguais os filhos meus.” 

Dona Chica consegue arrecadar cerca de 400 cestas durante as campanhas, mas para esta Páscoa ela pretende bater o recorde e chegar a 500. Tudo é deixado na casa dela, onde há um cômodo para acomodar os presentes e alimentos. 

“Eu estou bem de vida e de saúde por causa deles – Foto: Marcos Labanca

Ela também percorre a cidade para buscar as contribuições – chocolates, doces, brinquedos e alimentos – quando alguém faz contato querendo doar. 

Os pequenos estão tão acostumados que sempre aguardam ansiosamente os eventos e instigam Dona Chica pelas ruas. “Dona Chica, quando a senhora vai dar a minha cesta?”, perguntam as crianças. 

E tem crianças que cresceram. Dona Chica conta que há muito adulto que recebeu doces quando era criança e hoje leva os filhos para ganhar as cestas. “Eu me sinto muito importante e feliz por poder ajudar essas crianças”, revela. 

As crianças agraciadas pelas campanhas são cadastradas e recebem senha para pegar os presentes. 

História 

 

Dona Chica e o seu neto Marcos – Foto: Marcos Labanca

Dona Chica viveu durante dez anos em São Paulo, onde conheceu o marido, hoje falecido, que resolveu morar em Foz do Iguaçu. Aos 24 anos, ainda moça, chegou a Foz e se apaixonou pela cidade. 

O primeiro emprego foi em casas de famílias, mas logo ela foi aprovada em um concurso para serviços gerais da prefeitura, onde trabalha há 28 anos.   

Ela tem oito netos, a maioria mora fora de Foz do Iguaçu. Mas dois estão bem perto: Marcos Marcelo de Lima Lourenço, 9 anos, e Juan Lopes de Lima, 11 anos. Jogadores de futsal, são o orgulho da família e de Dona Chica. 

Serviço
Quem quiser ajudar Dona Chica pode entregar alimentos e brinquedos na casa dela, na Vila das Batalhas. 

(45) 9 9825-9685

VÍDEO-DEPOIMENTO

 

Alexandre Palmar

Repórter e Editor do H2FOZ e-mail: [email protected] Mais por Alexandre Palmar

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.