Secretária de Saúde silencia em meio à crise com pedido de intervenção no Municipal e risco de greve

Hospital desativou leitos exclusivos para covid-19, com reduação dos casos Foto: Carlos Sossa/H2FOZ

Mais notas do Blog da Redação: SOS aos vereadores; situação dos ônibus em Foz; fim da passagem na faixa; Correios dobra lucro.

A secretária de Saúde, Maria Rosa Jerônimo, aceita qualquer convite público, de evento do meio ambiente a atividades de clube de mães. Só não a chame para falar da crise da saúde que Foz do Iguaçu atravessa, com pedido do Ministério Público do Paraná de intervenção no Hospital Municipal e demissão do atual diretor, além de risco de greve dos profissionais da saúde. Mesmo nas atuais circunstâncias, Rosa permanece no mais profundo silêncio sobre os problemas da gestão da saúde, a sua gestão, por sinal.

WHATSAPP – Assine a nossa linha de transmissão.

TELEGRAM – Entre em nosso grupo.

SOS aos vereadores

O Sindicato da Saúde pediu ajuda aos vereadores para que atuem para impedir o que a entidade considera ser “reclamações de irregularidades no departamento pessoal” do Hospital Municipal. Os relatos são de emissão de folha com “falta de pagamento de seus direitos trabalhistas e horas trabalhadas”, diz o ofício na forma de SOS à Câmara.

Situação dos ônibus em Foz

Requerimento na Câmara de Vereadores requer do prefeito Chico Brasileiro relatório de vistoria dos veículos da nova empresa de transporte coletivo, a Viação Santa Clara, que assumiu o serviço no último domingo. Devem constar no esclarecimento: todos os itens solicitados no edital por placa de veículo, vistoria de idade e condições da carroceria, pneus, freios, motor, catracas, plataformas elevatórias e dos bancos.

Fim da passagem na faixa

A partir deste sábado, 19, passageiros terão de desembolsar R$ 4,10 para utilizar o transporte coletivo em Foz do Iguaçu. Durante a semana, a tarifa não foi cobrada, pois a operadora do serviço instalava o sistema de bilhetagem. A assessoria informou ao H2FOZ que poderão ser usados os cartões eletrônicos, que começaram a ser carregados nessa quarta-feira, 16.

Correios dobra lucro

Os Correios dobraram ganhos e registraram lucro de R$ 3,7 bilhões em 2021. Foi o terceiro ano seguido de ganhos na estatal, que aumentou o volume de operações e receitas durante a pandemia de covid-19. Os bons números são usados como argumento por quem é contra a privatização: é uma empresa que dá lucro, é essencial para a população e integra as regiões e rincões do Brasil profundo, argumentam.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

É proibida a reprodução total ou parcial deste conteúdo sem prévia autorização do H2FOZ.

Blog da Redação

Blog da Redação é de responsabilidade dos jornalistas do Portal H2FOZ. Veja mais mais conteúdo do autor.