Blog Pelo Paraná: Paraná Trifásico, Antifraude, Requião na disputa, Vereança, Samu, Ruas do Paraná, Vacina Brasil, Perseguidos e Desafio.

Paraná Trifásico
Neste ano, a Copel vai construir 182 quilômetros de linhas trifaseadas na área rural da região Sul, atendendo as cadeias produtivas do fumo e da madeira. No total, serão 25 mil quilômetros de redes trifásicas no Paraná num investimento de R$ 2,1 bilhões. “A Copel é uma das melhores empresas de energia do País e, sob o comando do Daniel Pimentel Slaviero, um jovem dinâmico e competente, o nível de excelência do trabalho tem crescido a cada dia. O Paraná Trifásico vai revolucionar a qualidade da energia no campo, algo que não era feito desde a década de 80”, afirma o deputado Hussein Bakri (PSD).

Antifraude
A economia gerada por operações especiais antifraude mais do que dobraram em 2019. Segundo o Ministério da Economia, as ações resultaram em economia de R$ 961 milhões. O cálculo considera os recursos que o governo deixará de pagar após a desarticulação de esquemas criminosos pela Força-Tarefa Previdenciária e Trabalhista.

Chave de ouro
Quase 300 mil pessoas (298.910) e R$ 2,5 bilhões em movimentação. Esses são os números da 32ª edição do Show Rural Coopavel encerrada mesta sexta-feira, 7, em Cascavel. O balanço foi apresentado pelo presidente da Coopavel, Dilvo Grolli, que adiantou que a 33ª edição será entre os dias 1º e 5 de fevereiro de 2021.

Requião na disputa
O ex-deputado João Arruda pode abrir mão da disputa a prefeito na eleição municipal de 2020 em Curitiba. Segundo Rogério Carboni, presidente do diretório municipal, o ex-deputado vai ceder sua vaga no partido para o ex-senador Roberto Requião. “Como Requião se manifestou interesse em ser candidato a prefeito pelo MDB, é natural que João Arruda abra mão da indicação em favor do senador”, disse Carboni.

Vereança
João Arruda, segundo Carboni, já coordena o plano de governo do MDB e a formação das chapas de vereadores. O ex-deputado pode, inclusive, concorrer a vereança para fortalecer o partido em Curitiba.  

Samu
O Samu no Vale do Iguaçu começa a ser implantado nesta semana e o serviço estará completo em 90 dias. Neste período, médicos e enfermeiros devem ser contratados, seja através de licitação ou concurso público. Entre as novidades, o serviço vai receber sete ambulâncias.

Atenção especial
O prefeito Chico Brasileiro (PSD) disse à imprensa que o governador Ratinho Junior tem uma “atenção especial” quando se trata da destinação de recursos e investimentos estaduais para Foz do Iguaçu e também agradeceu o apoio que está recebendo dos deputados Hussein Bakri (PSD) e Sandro Alex (PSD), secretário de Infraestrutura e Logística. “Em qualquer projeto e programa, o governador faz questão de incluir Foz. Isso demonstra o carinho e atenção especial pela cidade”, disse. Serão investidos cerca R$ 532,4 milhões em obras (ponte, perimetral leste, reforma do aeroporto, duplicação do acesso ao aeroporto). A grande parte desses recursos será custeado pela Itaipu Binacional.

Ruas do Paraná
Programa Ruas do Paraná, propõe a requalificação das vias urbanas, é uma das cinco propostas selecionadas, entre as 97 concorrentes de diversas partes do mundo, no Fórum Mundial de Urbanismo em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos.

Vacina Brasil
Começou ontem mais uma fase da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. Desta vez com foco nas crianças e adolescentes de 5 a 19 anos de idade. A campanha faz parte do movimento Vacina Brasil e se estende até 13 de março, com dia D de vacinação contra o sarampo marcado para 15 de fevereiro.

Agepar
O governador Ratinho Junior vai encaminhar a Assembleia Legislativa, projeto de lei que prevê a reformulação da Agepar, agência estadual responsável pela fiscalização de concessões, entre elas a do pedágio. As atuais concessões do pedágio terminam em 2021 e o governo também pretende, através da Agepar, acelerar as parcerias público-privadas para impulsionar investimentos.  

‘Perseguidos’
A ofensiva deflagrada por deputados para mudar de partido sem o risco de perder o mandato ganha força nos bastidores do TSE. Na lista de argumentos utilizados pelos políticos estão a retaliação de dirigentes, perseguição, discriminação política e falta de democracia interna e transparência.

Prêmios
A Escola Nacional de Administração Pública está oferecendo prêmios de R$ 75 mil e 100 mil. O primeiro é para quem apresentar a melhor sugestão sobre como o governo deve atrair e selecionar profissionais para cargos comissionados. O segundo é para melhorar o custo no transporte administrativo como documentos. O Tribunal Regional Federal da 4ª Região tem expertise na digitalização de processos e vem transferindo a tecnologia para outros órgãos. A Assembleia Legislativa do Paraná adotou o sistema e o classificou de “papel zero”.

Desafio
O procurador Deltan Dallagnol faz um paralelo entre as operações Mãos Limpas, da Itália, e a brasileira Lava Jato. “Ambas, filhas da busca pela democracia e do desejo de um país mais honestos, sofreram o mesmo destino. Isto porque, como na Itália, no Brasil há uma perversa associação do poder político e do econômico para roubar o país. O capitalismo de compadrio distribui cartas marcadas. No seu jogo, eles nunca devem perder. Entretanto, procuradores, juízes e policiais ousaram usar a lei para desafiá-los e, em alguns momentos, venceram”.

Da Redação ADI-PR Curitiba  
Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.   

Alexandre Palmar

Repórter e Editor do H2FOZ e-mail: [email protected] Mais por Alexandre Palmar

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.