Blog pelo Paraná – Positivado, Imunidade de rebanho, Fundo eleitoral, Vacina russa, Turismo de eventos, Auxílio emergencial e Verbas

Live 
Os dois senadores paranaenses do Podemos, Álvaro Dias e Oriovisto Guimarães, participam no próximo dia 27, de uma “live” dentro da programação de aniversário do Tribunal de Contas do Paraná. Em pauta, o futuro político do país, pós-pandemia, projetos polêmicos em trâmite no Congresso Nacional e a gestão do presidente Jair Bolsonaro, dentre outros temas. O evento será on-line e aberto ao público. 

Positivado
O prefeito de Francisco Beltrão, Cleber Fontana (PSDB), testou positivo para a Covid-19.  O prefeito está bem e se recupera no isolamento em casa. Cleber Fontana espera retornar ao trabalho na próxima semana, após o período de isolamento. 

Tudo errado!
O deputado Ricardo Barros (PP), criticou a atuação do ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta na condução do enfrentamento da pandemia do coronavírus no Brasil.  Segundo ele, Mandetta errou ao seguir recomendações da Organização Mundial da Saúde. “Nós começamos tudo errado, começamos com essa história de ficar em casa, se tiver tosse, febre, dor de cabeça, fica em casa, só vai para o hospital se tiver falta de ar, e aí já era tarde. Foi um erro grave do ministro Mandetta” ressaltou.

Imunidade de rebanho
Ricardo Barros defendeu a  tese da imunidade de rebanho ao afirmar que no retorno às atividade normais e com 70% da população tendo adquirido o coronavírus, a pandemia acabaria, pois as pessoas estariam imunes a doença. Essa teoria é contestada pela Organização Mundial da Saúde. Para a OMS, a imunidade de rebanho está descartada como forma de superar a pandemia. 

Fundo eleitoral
O TSE informou  que 1/3 dos partidos políticos já estão aptos a receber os repasse do fundo eleitoral referente às eleições de novembro. Para as 11 legendas já regularizadas, o montante separado soma R$ 797,6 milhões. Para confirmar o acesso ao fundo, os partidos devem definir os critérios para a sua distribuição. Eles devem ser aprovados pela maioria absoluta dos membros dos diretórios nacionais de cada agremiação e, posteriormente, informados e certificados pelo Tribunal. 

Vacina russa
O governador Ratinho Junior disse ao jornalista Luiz Datena que o governo russo poderá mandar doses de vacina para seus cidadãos residentes no Brasil já a partir de outubro. “Tenho uma vizinha russa que mora aqui há alguns anos. O governo russo já entrou em contato com ela dizendo que, a partir de outubro vão mandar vacina para todos os cidadãos russos que moram no Brasil. O governo russo não faria isso se a vacina não estivesse bem avançada”.

Turismo de eventos
Eventos com até 50 pessoas já podem ser realizados em Foz do Iguaçu. A medida busca movimentar o turismo diante da crise causada pela pandemia. Os locais, exclusivos ou não para eventos, devem seguir medidas sanitárias para a prevenção do novo coronavírus. 

Saneamento
O principal investimento da Sanepar em Toledo nos últimos quatro anos foi na ampliação do sistema de esgoto sanitário, chegam a um total de R$ 52 milhões, incluindo a área de abastecimento de água.  Entre as obras destacam-se a implantação da ETE Rio Toledo e a execução de mais de 37,7 quilômetros de rede coletora. 

Verbas 
O TSE julga uma proposta que compatibiliza o número de candidaturas negras com o volume de recursos do fundo eleitoral destinado aos partidos. Ou seja, a verba que cada partido dará aos candidatos deverá ser proporcional ao número de candidatos negros apresentados pela legenda.

Auxílio emergencial
O presidente Jair Bolsonaro afirmou que o auxílio emergencial deve ser prorrogado por mais alguns meses, podendo ser estendido até o final do ano. O valor do benefício aos informais pesa nos cofres públicos e, por isso, deverá ser reduzido.  O valor desembolsado pelo governo até agora foi de R$ 161 bilhões, segundo balanço da Caixa Econômica Federal. 

Cortes
A Volkswagen conversa com o sindicato dos metalúrgicos do ABC e da grande Curitiba para reduzir o seu quadro de funcionário. Segundo os sindicalistas, a montadora propõe a redução de 35% da mão de obra, o que representará a demissão de 5 mil trabalhadores em diferentes setores. A Volkswagen afirma que decisões sobre cortes dependem da evolução do mercado automotivo no Brasil. A previsão é de queda de 40% nas vendas de automóveis e de 45% na produção.

Perdas
Trinta e três dos cem maiores municípios do Brasil perdem, em um primeiro momento, com a reforma tributária defendida pelo governo porque a tributação passará a ser feita no consumo do bem e não onde ele é produzido. Por esse motivo, o presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Glademir Aroldi, defende  que é importante manter a proposta de criação de um fundo de compensação, para que essa perda seja diluída ao longo de um certo período.  

Coluna publicada simultaneamente em 20 jornais e portais associados. Saiba mais em www.adipr.com.br.
 

error: O conteúdo é de exclusividade do H2Foz.