Moradores de Foz dão exemplo de solidariedade em apoio ao Rio Grande do Sul

Leia opinião do portal sobre o senso humanitário que move quem doa e ajuda a enfrentar a calamidade.

Apoie! Siga-nos no Google News

Espontâneo, contínuo e enraizado em todos os estratos da população. Os moradores de Foz do Iguaçu dão exemplo de solidariedade em apoio às vítimas das enchentes no Rio Grande do Sul, com um movimento de empatia e altruísmo que sequer registra a ausência de lideranças do poder político local à frente da mobilização.

No batalhão dos bombeiros, convertido em um dos principais centros de recebimento de donativos, servidores públicos e voluntários se revezam na organização dos materiais para a logística de distribuição. O desejo de contribuir é tamanho que a área próxima, na Vila A, por vezes, fica congestionada, formando uma aglomeração do bem.

Na Ponte Internacional da Amizade, há posto para receber doações de paraguaios e brasileiros que vivem no país vizinho. De eventos culturais a campanhas arrecadatórias de produtos e recursos, de iniciativas comunitárias a ações corporativas e de instituições, o iguaçuense faz realçar a grandeza da condição humana.

Muitos moradores possuem familiares ou origem no Rio Grande do Sul, laços que refletem a dinâmica da fronteira em termos migratórios e o processo histórico de desenvolvimento do Oeste e de Foz do Iguaçu, de forte vínculo com os rio-grandenses. Mas o que move quem doa e ajuda a enfrentar a calamidade é o senso humanitário.

Os caminhões com os donativos que partem de Foz do Iguaçu já chegam a quem precisa, motivando ainda mais a corrente de ajuda. Esses iguaçuenses, de todas as origens, idades e formas de pensar, demonstram que a solidariedade é horizontal por estabelecer relações mútuas de respeito, mas também porque comporta todos.

Enfatizar a generosidade da população que acode os vizinhos gaúchos atingidos por um evento climático extremado requisita olhar para a própria cidade e para a ação governamental nas áreas ambientais e sociais. Qual é o plano e o que está sendo feito, afinal, para constituir-se uma Foz do Iguaçu que respeite a natureza e que promova a inclusão das pessoas?

LEIA TAMBÉM
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.