Casa cheia: Argentina também terá feriado prolongado

Além dos brasileiros, turistas argentinos aproveitarão o fim de semana para passeios e compras na região de fronteira.

Apoie! Siga-nos no Google News

Não é só no lado brasileiro que a expectativa é grande para o feriado prolongado de 12 de outubro, que celebra Nossa Senhora Aparecida (padroeira dos católicos do Brasil) e o Dia das Crianças. Na Argentina, o fim de semana também terá dias extras para viajar e aproveitar os atrativos da região de fronteira.

Leia também:
Lado brasileiro das Cataratas espera 30 mil turistas no feriadão da padroeira

Conforme o calendário oficial argentino para 2023, definido pelo governo do país, serão quatro dias de descanso, começando na sexta-feira (13), declarada “feriado com fins turísticos” para incentivar o turismo interno, e seguindo até segunda-feira (16), quando será comemorado o Dia do Respeito à Diversidade Cultural.

Anteriormente chamado de “Dia da Descoberta da América”, “Dia de Colombo” ou “Dia da Raça”, a efeméride faz parte da lista de “feriados móveis” da Argentina, que podem ser transferidos de sua data original (no caso, 12/10) para uma segunda ou sexta-feira, com o objetivo de formar fins de semana prolongados e beneficiar os setores ligados ao turismo.

Na hotelaria de Puerto Iguazú, a projeção é de ocupação superior a 80% para o período em questão. Os dias de maior movimento na Ponte Tancredo Neves, conexão com Foz do Iguaçu, serão sexta, sábado (14) e domingo (15), com a travessia simultânea de turistas brasileiros e argentinos atraídos pelo feriadão binacional.

Cataratas do Iguaçu

No Parque Nacional Iguazú, que abriga o lado argentino das Cataratas, ainda não há previsão para a reabertura da passarela da Garganta do Diabo, fechada preventivamente desde a tarde de domingo (8), devido ao aumento no volume do Rio Iguaçu na fronteira. As demais trilhas panorâmicas (circuitos Superior e Inferior) operam normalmente.

Na manhã desta quarta-feira (11), às 8h, a vazão nas Cataratas do Iguaçu, medida pela Companhia Paranaense de Energia (Copel), era de 6.780 metros cúbicos por segundo (m³/s), mais de quatro vezes acima do normal. O pico até o momento foi de 7.900m³/s, ao meio-dia de terça-feira (10). A tendência para as próximas horas é de continuidade.

Vazão de água nas Cataratas do Iguaçu. Gráfico: Copel
Vazão de água nas Cataratas do Iguaçu. Gráfico: Copel
LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.