Ciudad del Este terá estrutura para transplantes de órgãos

Capital do Alto Paraná será a primeira cidade do interior do Paraguai a receber o programa de descentralização dos procedimentos.

Apoie! Siga-nos no Google News

A partir do próximo mês de junho, Ciudad del Este será a primeira cidade do interior do Paraguai a contar com estrutura para o transplante de órgãos como córneas e rins. Atualmente, todos os procedimentos são centralizados em Assunção.

Leia também:
Paraguai reforça segurança em aeroportos, mesquitas e sinagogas

De acordo com os jornais ABC Color e La Nación, os transplantes serão possíveis graças a uma parceria entre o Ministério da Saúde Pública e Bem-Estar Social do Paraguai e a Fundação Tesãi, ligada à diretoria paraguaia de Itaipu.

Conforme o Instituto Nacional de Captação e Transplante (INAT), a fila de espera no Paraguai tem 266 pacientes, sendo 172 no aguardo de córneas; 82, de rins; 7, de coração; e 5, de fígado. No ano passado, 203 transplantes foram realizados no país.



“Os pacientes já não terão de ir a Assunção e isso dará oportunidade a muitas pessoas, principalmente as mais vulneráveis”, destacou o médico Hugo Espinoza, presidente do INAT, citado pelo La Nación.

Em paralelo, será feita uma campanha de informação e incentivo à doação de órgãos, tendo em vista que a taxa de recusa, nos casos dos familiares de pessoas com diagnóstico de morte cerebral, é de quase 60%.

“Sem doadores não há transplantes”, sublinhou Espinoza, ressaltando que os órgãos captados em Ciudad del Este serão transplantados, preferentemente, em pacientes da própria região fronteiriça.

LEIA TAMBÉM