Homem é preso passando medicamento abortivo na Ponte da Amizade

Ele pagou a uma mulher para ser “laranja” no transporte; os itens, ocultos em caixa de som, incluem anabolizante.

Apoie! Siga-nos no Google News

Em fiscalização na Ponte Internacional da Amizade, sábado, 19, a Receita Federal do Brasil (RFB) tirou de circulação medicamentos e anabolizantes. Os produtos foram confiscados durante abordagem a um táxi paraguaio.

LEIA TAMBÉM: Idoso de 86 anos, filha e taxista são parados na Ponte da Amizade com contrabando de remédio

Na vistoria, os servidores detectaram, escondidos em uma caixa de som:

  • 85 ampolas de anabolizantes;
  • 12 comprimidos de anabolizantes;
  • 50 comprimidos de Cytotec, medicamento abortivo; e
  • 400 comprimidos de Pramil, usados como estimulante sexual e proibidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os agentes federais conseguiram identificaram duas pessoas, homem e mulher brasileiros, como os responsáveis pela bagagem. Ambos foram levados à Polícia Federal, mas somente o homem foi preso.

Fiscalização apreendeu remédios e anabolizantes – foto: Divulgação/RFB


“Investigações revelaram que o homem havia pago à mulher para atuar como ‘laranja’ na operação”, informou a RFB. Pessoas que recebem para transportar mercadorias pela Ponte da Amizade são chamadas “laranjas”.

O motorista do táxi e o veículo foram liberados. A Receita Federal reforça o alerta sobre os riscos à saúde das pessoas da entrada e venda ilegal de substâncias proibidas em território brasileiro.

Ponte da Amizade

Há dez dias, a RFB reteve uma carga de medicamentos e anabolizantes em um táxi que cruzava a Ponte da Amizade. Nele estavam um idoso de 86 anos, sua filha e o motorista paraguaio.

Com o homem idoso foram encontradas “caixas de anabolizantes escondidas dentro de suas roupas”, revelou a Receita Federal. A filha, que foi presa, carregava cerca de R$ 10 mil em suas vestimentas.

LEIA TAMBÉM
1 comentário
  1. […] a matéria completa no portal H2Foz, parceiro do […]

Comentários estão fechados.