Operação na fronteira confisca quase R$ 600 mil em mercadorias e 6 veículos

Abordagens foram feitas em pontos estratégicos, retendo celulares, eletrônicos, câmeras e baterias.

Apoie! Siga-nos no Google News

Em operações de fiscalização na fronteira, a Receita Federal do Brasil (RFB) apreendeu R$ 578 mil em mercadorias e seis veículos. As abordagens, terça e quarta-feira (14 e 15), foram feitas em pontos considerados estratégicos.

LEIA TAMBÉM: Fiscalização retém eletrônicos e drogas na Ponte da Amizade

As mercadorias retidas eram transportadas sem o devido registro fiscal, o que é irregular, conforme o órgão federal. A primeira fiscalização foi em dois ônibus na BR-277, em Céu Azul, no Oeste, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Os coletivos levavam 43 e 47 passageiros. Foram encontrados itens de vestuário, celulares, perfumes, brinquedos e outros eletrônicos, que iriam para São Paulo (SP). “O valor total das mercadorias retidas ultrapassa os R$ 200 mil em cada caso”, reportou a RFB.

Ainda na terça-feira, houve as seguintes retenções:

  • veículo de passeio: conduzido por motorista de origem paraguaia, na BR-277, com 24 pneus – confisco estimado em R$ 3 mil;
  • carro de aplicativo: parado na praça de pedágio de São Miguel do Iguaçu, com eletrônicos. Estavam no carro, com destino a Curitiba (PR), motorista brasileiro e passageira argentina. A apreensão foi precificada em R$ 25 mil.

Fronteira

Na quarta-feira, os servidores da Receita Federal abordaram veículo no pedágio de São Miguel do Iguaçu, com dois ocupantes: mulher e homem brasileiros. Durante a verificação, foi encontrada uma mochila com várias itens. Nela, estavam câmeras fotográficas, lentes objetivas, cartões de memória, baterias e carregadores.

“O destino das mercadorias seria Cascavel (PR), e essas foram avaliadas em cerca de R$ 150 mil”, contabilizou a fiscalização fronteiriça.

Encaminhamentos

Com as apreensões de R$ 578 mil, condutores dos veículos e passageiros foram liberados. Os produtos, carros e ônibus foram encaminhados para a Alfândega da Receita Federal em Foz do Iguaçu, que efetuará as providências legais.

LEIA TAMBÉM
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.