Puerto Iguazú fiscaliza veículos brasileiros de aplicativos

Agentes do Departamento de Transporte e Fiscalização estão abordando automóveis que chegam à cidade pela Ponte Tancredo Neves.

Apoie! Siga-nos no Google News

Agentes do Departamento de Transporte e Fiscalização, da prefeitura de Puerto Iguazú, estão fiscalizando veículos brasileiros que chegam à cidade procedentes de Foz do Iguaçu. O objetivo principal é combater o transporte irregular de turistas em carros de aplicativos ou que não seguem as normativas para o transporte turístico internacional.

Leia também:
PF e Receita aumentam fiscalização na fronteira com a Argentina

Um dos pontos de vistoria é a Rodovia Nacional 12, no trecho entre a aduana argentina da Ponte Tancredo Neves e a entrada da cidade. No local são abordados, também, condutores de automóveis com placas paraguaias, além de argentinos que retornam de Foz do Iguaçu com o carro cheio.

Foco do trabalho está na verificação dos documentos do veículo e do condutor. Foto: Gentileza/Prefeitura de Puerto Iguazú
Foco do trabalho está na verificação dos documentos do veículo e de seus ocupantes. Foto: Gentileza/Prefeitura de Puerto Iguazú

Vale recordar que a operação de aplicativos de transporte, como o Uber e similares, está proibida pela legislação municipal de Puerto Iguazú, que libera apenas os serviços de táxi, remis (modalidade similar ao táxi) e transporte turístico, mediante a aplicação de regras específicas para cada segmento.

Táxis e veículos de turismo brasileiros podem transportar turistas para o lado argentino da fronteira, desde que obedecendo às disposições do acordo bilateral que prevê documentação válida internacionalmente, lista fechada de passageiros e proibição de embarque de novos clientes em Puerto Iguazú.

Além da Rodovia Nacional 12, estão sendo efetuados controles em locais como o Terminal Rodoviário de Puerto Iguazú, na área central da cidade, e no Aeroporto Internacional Cataratas del Iguazú, após queixas de que motoristas irregulares (argentinos e estrangeiros) estariam captando passageiros nas referidas estações.

Aplicativos como o Uber e similares não têm autorização municipal para operar em Puerto Iguazú. Foto: Gentileza/Prefeitura de Puerto Iguazú
Aplicativos como o Uber e similares não têm autorização municipal para operar em Puerto Iguazú. Foto: Gentileza/Prefeitura de Puerto Iguazú
LEIA TAMBÉM

Comentários estão fechados.