Iguaçuense é contratado por um dos maiores times de Counter-Strike do Brasil

Jogador atualmente vive em São Paulo (SP) e deve embarcar em breve para o México. Foto: Divulgação

Você sabia que somente no Brasil a indústria de jogos eletrônicos movimenta cerca de US$ 80 milhões por ano? E tem iguaçuense fazendo bonito nesse mundo dos e-sports. Nessa segunda-feira (18), o atleta profissional Jhonatan Wilian, conhecido por Jota, passou a fazer parte do MIBR (Made In Brazil), um dos maiores times nacionais de Counter-Strike: Global Offensive (CS GO).

Desde 2019, o jogador vive em São Paulo (SP), onde passou a se dedicar integralmente à profissão depois de se destacar nas lan houses de Foz. “Eu saí de Foz para correr atrás dos meus sonhos e ficar na casa dos times que passei profissionalmente”, explica Jota, que também se aventurou por outros games, como Counter-Strike 1.6 e League of Legends.

Para o jogador, participar do MIBR – que chegou a ser campeão de uma espécie de “Copa do Mundo” da modalidade (Electronic Sports World Cup) – representa a conquista de um sonho antigo. “Me emocionei muito, porque quando era mais novo sempre tive o sonho de poder representar algum time brasileiro internacionalmente.”

Atleta morou até 2019 em Foz do Iguaçu. Foto: Divulgação

O próximo destino do atleta é o México, onde a equipe ficará instalada para disputar todos os campeonatos organizados pela E-Sports Entertainment LLC (ESEA) até o fim da temporada.

Quem pensa que a rotina de um atleta de e-sports é tranquila muito se engana. Ele conta que chega a treinar 12 horas diárias visando às competições que disputa. “Busco me organizar taticamente e procurar sempre estar atualizado sobre o jogo. É muito importante você estar preparado mentalmente, taticamente e individualmente para qualquer tipo de competição.”

Cenário iguaçuense

Jota é um dos destaques iguaçuenses no mundo dos e-sports, mas não está sozinho. Ele cita que há outros jogadores representando bem a cidade por aí. “Há outros jogadores como o Pleets, que começou no CS:GO profissionalmente e hoje está no Valorant. Também acompanhei dois jogadores de League of Legends, que foram o Leko e o Sarkis. Acredito que temos jogadores que possam ter um futuro brilhante no cenário de e-sports. Basta acreditar e correr atrás do seu sonho.”

Aos poucos, Foz vai entrando para o cenário dos esportes eletrônicos. Em dezembro, a cidade sedia o primeiro evento classificatório do Brasil para o Campeonato Mundial de e-Sports de Singapura. A competição é promovida pela Confederação Brasileira de Games e Esports (CBGE), em parceria com a Prefeitura de Foz do Iguaçu e a Câmara de Vereadores.

Foz do Iguaçu se prepara para sediar evento nacional de E-Sports, em dezembro. Foto: Christian Rizzi/PMFI

As eliminatórias para o Desafio Cataratas do Iguaçu já estão acontecendo com jogadores de todo o Brasil, no formato on-line. Os classificados virão a Foz para garantir a vaga para a competição mundial. Serão três jogos diferentes em disputa: o Efootbal PES 2021, Street Figher V e Counter-Strike GO.

Para quem está começando a jogar e tem o sonho de se tornar um atleta profissional, Jota dá o recado: “Se dediquem e corram atrás dos seus sonhos. Você não terá só bons momentos, mas precisará saber se levantar nos momentos ruins, e nessas horas você não pode desistir. Sempre acredite em si e no seu potencial, que com foco, dedicação e disciplina você alcançará seus objetivos”.

Gostou do texto? Contribua para ampliar o jornalismo em Foz do Iguaçu. ASSINE JÁ

Já escutou o último episódio do GUARÊ, o podcast do H2FOZ? OUÇA AGORA

Vacy Junior - H2FOZ

Vacy Alvaro é repórter e coordenador dos infográficos do H2FOZ. e-mail: [email protected] Veja mais mais conteúdo do autor.

Vacy Junior - H2FOZ tem 131 posts e contando. Ver todos os posts de Vacy Junior - H2FOZ

error: O conteúdo protegido !!! Este conteúdo e de exclusividade do H2FOZ.