Megaoperação contra tráfico de armas tem mandado em Foz do Iguaçu

Empresa investigada importou mais de 40 mil armas para o Paraguai, vendidas na fronteira para armar facções criminosas brasileiras.

Apoie! Siga-nos no Google News

Em conjunto, Brasil e Paraguai deflagram, nesta terça-feira, 5, a Operação Dakovo, de combate ao tráfico internacional de armas. As ordens judiciais são cumpridas em cidades de vários estados brasileiros, inclusive em Foz do Iguaçu, na fronteira.

Leia também:
Operação Dakovo: general e coronel são presos no Paraguai

A Polícia Federal (PF) afirma tratar-se de um complexo e multimilionário esquema de tráfico de armas de fogo. Estima-se que a empresa investigada importou cerca de 43 mil armas para o Paraguai, movimentando em três anos algo em torno de R$ 1,2 bilhão.

A apuração teve início em Vitória da Conquista (BA) em 2020. Duas pessoas foram presas em flagrante com 23 pistolas de origem croata e dois fuzis com indícios de adulteração, além de munições e carregadores, registra a PF à imprensa.



operação contra tráfico de armas
Além de armamento e dinheiro, foram apreendidos bens de alto valor – foto: Divulgação/PF


As investigações apontam que uma empresa de Assunção, a capital do Paraguai, tenha importado milhares de pistolas, fuzis e munições, de vários fabricantes europeus. Os países de origem do armamento seriam Croácia, Turquia, República Tcheca e Eslovênia.

“As armas eram importadas da Europa para o Paraguai, onde eram raspadas e revendidas a grupos de intermediários que atuavam na fronteira do Brasil com Paraguai”, sustenta a Polícia Federal. Então, eram revendidas às principais facções criminosas brasileiras.

No período de investigação, contabiliza a instituição policial federal, foram registradas:

  • 67 apreensões;
  • 659 armas apreendidas no território brasileiro;
  • apreensões em dez estados, sendo: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Bahia e Ceará.
operação contra tráfico de armas
Operação policial une Brasil e Paraguai, envolvendo diversas instituições – foto: Divulgação/PF


Operação Dakovo

A operação, em curso no âmbito da 2.ª Vara Federal de Salvador (BA), expediu 25 mandados de prisão preventiva, seis ordens de prisão temporária e 54 mandados de busca e apreensão, no Brasil, Paraguai e Estados Unidos. No país, as ordens são cumpridas em:

  • Rio de Janeiro (RJ);
  • São Paulo, Sorocaba, Praia Grande e São Bernardo do Campo (SP);
  • Foz do Iguaçu e Ponta Grossa (PR);
  • Brasília (DF); e
  • Belo Horizonte (MG).

Operação Dakovo, desencadeada pela Polícia Federal sediada na Bahia, tem a parceria do Ministério Público Federal e a cooperação internacional com a Secretaria Nacional Antidrogas do Paraguai (Senad/PY) e com o Ministério Público do Paraguai. Outras instituições atuam na ação.

(Todas as informações são da Polícia Federal)

LEIA TAMBÉM