Argentina e Paraguai celebram 50 anos de tratado binacional

Acordo possibilitou a construção da usina de Yacyretá, no Rio Paraná, 400 quilômetros abaixo da barragem de Itaipu.

Apoie! Siga-nos no Google News

Representantes dos governos de Argentina e Paraguai celebraram, nessa segunda-feira (4), os 50 anos da assinatura do Tratado de Yacyretá, firmado em 3 de dezembro de 1973. O documento possibilitou a construção da usina de Yacyretá, localizada no Rio Paraná, 400 quilômetros abaixo da barragem de Itaipu.

Leia também:
Tratado de Itaipu completa 50 anos em vigor
Aniversário do Tratado de Itaipu é tema de selo comemorativo

A data foi recordada com um ato solene na hidrelétrica, cujas obras tiveram início em 1983. As primeiras 20 turbinas foram inauguradas entre setembro de 1994 e julho de 1998. Já o enchimento completo do reservatório foi finalizado apenas em 2011, após obras complementares nas duas margens do rio.

Desde o ano passado, Yacyretá está passando por um processo de ampliação de sua capacidade, com a instalação de três unidades geradoras no braço de Aña Cuá, que aumentarão em cerca de 10% a potência atual de 3.200 megawatts.

Outra característica marcante da usina é a existência de uma eclusa, inaugurada em 1993, para possibilitar a navegação entre a parte represada e o curso inferior do Rio Paraná.

Placa comemorativa aos 50 anos da assinatura do Tratado de Yacyretá. Foto: Gentileza/Yacyretá
Placa comemorativa aos 50 anos da assinatura do Tratado de Yacyretá. Foto: Gentileza/Yacyretá

No segundo semestre de 2023, Yacyretá foi uma das protagonistas da crise diplomática entre Paraguai e Argentina, com o governo de Assunção chegando a suspender a venda do excedente paraguaio de energia ao mercado argentino, em uma espécie de retaliação contra o pedágio cobrado por Buenos Aires na hidrovia do Rio Paraná.

LEIA TAMBÉM