PF lança operação contra rota Foz do Iguaçu–Cascavel de descaminho

Investigação começou mês passado com a prisão de um homem com R$ 2 milhões em mercadorias do Paraguai.

Apoie! Siga-nos no Google News

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta sexta-feira, 8, a Operação Rota Clandestina, contra o fluxo de descaminho de mercadorias do Paraguai entre Foz do Iguaçu e Cascavel, cidades do Oeste. Duas ordens judiciais foram cumpridas.

LEIA TAMBÉM: Casal é detido com carga de R$ 80 mil em cigarro eletrônico na Ponte da Amizade

As investigações começaram em novembro deste ano, quando um dos acusados foi flagrado e preso por transportar grande quantidade de mercadorias descaminhadas, avaliadas em torno de R$ 2 milhões. As duas cidades ficam distantes 120 quilômetros uma da outra, na fronteira.

Os mandados executados foram de busca e apreensão, um em cada município, expedidos pela Vara Federal Criminal de Cascavel. A operação foi realizada por policiais federais sediados na delegacia dessa cidade.

Rota Foz do Iguaçu-Cascavel

A PF apurou que o grupo arregimentou motorista de caminhão de uma empresa privada para transportar mercadorias irregulares, sem a ciência dos proprietários do empreendimento. Os produtos ilícitos eram ocultados em meio às cargas legais.

O condutor “desviava transitoriamente da rota convencionada com a empresa da qual ele é empregado”, reporta a Polícia Federal. E “entregava as mercadorias pessoalmente aos destinatários finais”, completa.
Os envolvidos poderão responder pelos seguintes crimes, entre outros:

  • organização criminosa;
  • descaminho;
  • lavagem de dinheiro.

Se condenados pela Justiça, os acusados poderão pegar penas que, somadas, podem ultrapassar 15 anos de prisão. “As investigações continuam a fim de que todos os integrantes do grupo criminoso sejam identificados”, completa a Polícia Federal.

LEIA TAMBÉM